Futebol/Mundial de Clubes Fifa 2012 - ( - Atualizado )

Bola do Mundial e torcida barrada marcam primeiro treino do Timão

Nagoya (Japão)

Nesta sexta-feira, o Corinthians iniciou a sua preparação para a estreia no Mundial de Clubes da Fifa, marcada para 12 de dezembro, contra adversário ainda não definido, em Toyota (Japão). A novidade ficou por conta da bola: a Cafusa, que será utilizada na competição, foi utilizada pelos jogadores do Timão.

Os atletas alvinegros já haviam treinado com a bola, mas não em solo japonês. Na primeira oportunidade de usar o material do Mundial, ainda no Brasil, o goleiro Cássio destacou as diferenças. “A bola é mais rápida, diferente. Quanto mais de longe for o chute, pior, porque ela balança e é mais leve. Mas nós vamos nos adaptar”, analisou o arqueiro.

AFP
Tite comandou o seu primeiro treino do Corinthians: presença de Guerrero, bola e torcida foram as novidades
Comandado pelo técnico Tite, o treino foi técnico e físico e também contou com o atacante Paolo Guerrero, que se recupera de lesão no joelho direito. O peruano corre o risco de ficar fora da estreia corintiana no Mundial, mas, se a sua recuperação continuar neste ritmo, ele deve ir a campo. O departamento médico do Corinthians deve ter um parecer até o início da próxima semana.

Guerrero cumpre etapa de recuperação e fica mais perto de liberação

Quem compareceu às atividades desta sexta-feira foi a torcida do Timão, que, no entanto, não pôde entrar no Wave Stadium, em Nagoya. Representantes das torcidas organizadas no Japão tentaram contatar o gerente de futebol Edu Gaspar e o presidente Mário Gobbi, mas não foram liberados e protestaram. A expectativa dos alvinegros é a de que o treino de sábado seja aberto ao público.

AFP
Torcedores do Corinthians ficaram do lado de fora enquanto Tite preparava a sua equipe para a estreia
Palestra de arbitragem: Antes das atividades com bola, no hotel onde o Corinthians está hospedado, jogadores e comissão técnica tiveram uma palestra com o árbitro Jorge Larrionda, que deu algumas dicas da arbitragem das competições Fifa. Esta foi a segunda vez que os corintianos foram orientados por árbitros renomados. Ainda no Brasil, Carlos Eugênio Simon foi até o CT Joaquim Grava e falou sobre o comportamento desejado pela entidade máxima do futebol no Mundial. 

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade