Futebol - ( - Atualizado )

Para diretor, Martínez quer ganhar vaga no Timão "nos microfones"

São Paulo (SP)

O diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, já não faz a menor questão de esconder a sua irritação com Martínez. O atacante argentino deixou claro que prefere deixar o clube a permanecer na reserva em 2013, pois isso complicaria a sua luta para disputar a próxima Copa do Mundo.

“O Martínez quer ser titular do Corinthians e da seleção argentina pelos microfones de rádio. Se ele não ganhar a posição (no campo), não vai”, afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Globo.

“Eu gosto muito dele, mas acho que essa ambição de jogar na seleção argentina tem que ser construída tijolo a tijolo. Ele ainda é reserva no Corinthians e precisa ganhar a vaga de titular para ser convocado. Não é no microfone, desculpa”, acrescentou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Juan Manuel Martínez trabalha com o colete dos reservas em um dos treinamentos do Corinthians no Japão
Segundo Andrade, os mais de US$ 3 milhões (R$ 6,1 milhões na cotação atual) pagos para tirar o atleta do Vélez Sarsfield não são suficientes para lhe render espaço. “Nós pagamos 6,5 milhões (de euros, R$ 17,6 no câmbio de hoje) no Alex, e ele sentou no banco em diversos jogos. Não é porque custou caro que vai jogar.”

O dirigente disse que o Timão “não vai segurar ninguém”, mas avisou que um empréstimo não é cogitado no momento. Há uma semana, no sorteio dos grupos da Copa Libertadores, cartolas do Boca Juniors questionaram sobre essa possibilidade e ouviram resposta negativo.

“Se algum clube quer levá-lo, não tem problema nenhum, mas queremos uma venda”, afirmou Andrade, avisando que não será necessário pagar nenhum valor exorbitante pelo atacante de 27 anos. “Não seria pela multa, não somos intransigentes.”

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade