Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Timão vai viajar mais de 32 mil km e encarar problemas com altitude

Assunção (Paraguai)

O Corinthians não pegou adversários de grande qualificação técnica no sorteio da Copa Libertadores de 2013. Os problemas maiores da equipe no início da luta pelo bicampeonato serão as viagens longas e, em duas de suas paradas no Grupo 5, a altitude.

O Tijuana, do México, é o único dos adversários que não criará dificuldades pela altitude. A equipe tem sua sede na cidade praiana de mesmo nome, mas fica na fronteira com os Estados Unidos e obrigará o Timão a viajar quase 10 mil quilômetros.

Os outros trajetos também não são curtos. Para encarar o Millonarios, a delegação alvinegra vai ultrapassar os 4.000 quilômetros no caminho para Bogotá. No estádio El Campín – onde empatou por 1 a 1 com o Independiente Medellín em 2010 –, estará 2.640 metros acima do nível do mar.

Essa altitude não é das piores e causa maiores dificuldades apenas para parte dos atletas. Contra o boliviano San José, no entanto, certamente haverá problemas. Depois de viajar mais de 2.200 quilômetros, os jogadores do Corinthians terão de lidar com uma altitude de 3.700 metros.

Entre ida e volta, os corintianos viajarão 32,5 mil quilômetros. Ainda que os adversários a princípio não assustem, o desgaste será grande. Por isso, Tite deverá usar muitos reservas ao longo da primeira fase do Campeonato Paulista.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade