Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Cruzeiro diz que Montillo ainda está distante de acerto com o Santos

Belo Horizonte (MG)

A quarta-feira teve início com as informações de que o meia Montillo, do Cruzeiro, poderia ser anunciado pelo Santos já nos próximos dias. O acerto do Peixe com o argentino, porém, não é do conhecimento da diretoria celeste. O presidente Gilvan de Pinho Tavares disse que não negocia com os alvinegros há mais de uma semana e negou a saída de seu camisa 10 pela proposta oferecida anteriormente.

”Não estamos próximos do acordo. Há mais de uma semana não conversamos com nenhum representante do Santos, as conversas foram paralisadas e não houve nenhuma evolução nos últimos dias. Nós não tivemos interesse na proposta que o Santos apresentou na semana passada e não é verdade que o Montillo esteja próximo de acertar com o Santos”, revelou o mandatário cruzeirense, em entrevista ao Superesportes.

Os representantes de Montillo querem vê-lo ao lado de Neymar para conseguir a valorização de seus direitos em 2013. Após ser especulado no Corinthians no início do ano, o jogador não conseguiu apresentar um bom futebol ao longo desta temporada. Mesmo assim, o meia se manteve como principal nome do elenco celeste e sua saída poderia ser a gota d’água para a já insatisfeita torcida mineira.

Divulgação/Vipcomm
A novela envolvendo o meia Montillo se arrastará pela Vila Belmiro em 2013 (Créditos: Denilton Dias/Vipcomm)
A cúpula do Cruzeiro encontra-se de recesso até janeiro de 2013 e não ouvirá nenhuma proposta do Santos nos próximos dias. O Peixe também tenta viabilizar as contratações de Nenê e Robinho, mas mantém um pé atrás com relação a qualquer acerto. O time alvinegro se negou a entrar em um leilão pelo ‘Pedalada’ e busca meios de reduzir a pedida salarial de Nenê, camisa 10 e artilheiro do PSG na última temporada.

A única transferência concretizada pelo clube foi a vinda do zagueiro Neto, ex-Guarani. A demora em apresentar novos reforços para o Campeonato Paulista foi motivo de críticas até mesmo do técnico Muricy Ramalho e gerou protestos do torcedor. A Vila Belmiro foi pichada recentemente com xingamentos aos dirigentes e o pedido para o presidente Luis Álvaro de Oliveira pedir dispensa do seu cargo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade