Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Cruzeiro recusa oferta por Montillo e diretor pede: "Deixem em paz"

Do correspodente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, admitiu que o Santos fez uma proposta oficial para ter o argentino Montillo, mas os valores não teriam agradado a cúpula celeste que recusou a investida do Peixe. O dirigente celeste deixou claro que a Raposa não tem intenção de vender o armador, e pediu para que os clubes deixem Montillo em paz.

“Teve uma proposta. O diretor do Santos esteve aqui, fez uma proposta, mas foi muito abaixo, e o Cruzeiro disse para ele que não. Mas não tem esse tsunami que estão fazendo. Deixem o Montillo em paz. Se quiser vir conversar com o Cruzeiro, venha, como o Santos fez. Não queremos fazer esse tsunami, porque não existe. O Cruzeiro não quer se desfazer do Montillo, queremos montar um time forte e ele está nos planos. Não vamos vender”, garantiu.

Alexandre Mattos não quis revelar o preço dos direitos econômicos de Montillo, mas no início da temporada, o presidente Gilvan de Pinho Tavares afirmou que o jogador não deixaria o clube por menos de 15 milhões de euros, cerca de R$ 44 milhões. A proposta do Santos teria sido inferior a 10 milhões de euros, aproximadamente R$ 27 milhões, valor que o Cruzeiro não aceita pelo argentino.

"Ano passado ninguém chegou com 15 milhões de euros. Se chegar sou homem de palavra e não posso segurar. Quase todos nos procuraram do Brasil, mas com propostas abaixo. Tem que chegar com dinheiro e muito dinheiro", declarou Gilvan Tavares.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade