Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Zico critica número pequeno de sócios para eleição de presidente

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Com o fim do Campeonato Brasileiro, as atenções no Flamengo estão voltadas para as eleições desta segunda-feira para presidente do clube. Três chapas disputam o mandato de três anos. A atual mandatária Patrícia Amorim busca a reeleição contra Jorge Rodrigues e Eduardo Bandeira de Melo. Maior ídolor do clube, Zico aparceu para votar e criticou que apenas cerca de seis mil sócios decidam o futuro de um clube que conta com torcida superior a 30 milhões de pessoas.

"Os rubro-negros têm que sair de casa. O patrimônio do Flamengo é a torcida, e ela não pode ser representada por mil pessoas. O número deveria ser maior. A torcida tem que ter voz em um momento como esse. Confio nessas pessoas que estão na Chapa Azul, acredito que possam fazer um grande trabalho. Estou à disposição deles. Já fiz isso com pessoas com as quais não tinha nenhum grau de amizade. O importante é ser Flamengo", disse.

Zico apóia a chapa de Eduardo Bandeira de Melo, que no início da votação tinha a maioria dos votos na boca de urna. Os sócios do Flamengo têm até as 21h para votar na Gávea. Até as 16h, um dos candidatos pode retirar sua candidatura e apoiar outra chapa. Por conta disso, poderá haver mudança no panorama antes do fim da votação.

Outra figura que apareceu para votar foi o técnico do Grêmio, Vanderlei Luxemburgo, que externou seu apoio a atual presidente Patrícia Amorim. O treinador, que foi demitido pela mandatária no início da temporada, rechaçou qualquer problema e afirmou que espera que ela possa aprender com os erros desse atual mandato.

"Já havia declarado meu apoio à Patrícia. Acho ela uma grande rubro-negra. As pessoas falam que ela me demitiu, mas isso não tem nada a ver. Faz parte. Olho a Patricia, conhecendo ela como conheci, vi as dificuldades que ela teve, e o erro faz parte. Acho que ela se equivocou em muitas coisas, mas ela conhece o Flamengo e pode corrigir os erros, é errando que se aprende", declarou.

Luxemburgo revelou que após se aposentar como treinador vai se dedicar à vida política do Flamengo. Por conta disso, fez questão de aparecer para votar e se ambientar com o clima no clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade