Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Valores envolvidos no negócio com Conca assustam diretoria

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

Os dirigentes do Fluminense gostariam muito de ter o meia argentino Dario Conca, ídolo da torcida e líder da equipe que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2010, de volta nas Laranjeiras, mas o alto valor da transação está assustando os responsáveis pelo futebol do clube tricolor.

Para liberar Conca, o Guangzhou Evergrande, da China, exige que o jogador devolva cerca de 24 milhões, já pagos ao atleta, referentes ao adiantamento salarial do último ano de contrato. Em conversa com alguns dirigentes, Conca disse que está disposto a devolver em torno de R$ 13 milhões. O restante seria pago pelo Fluminense. Além disso, Conca teria pedido R$ 1 milhão por mês para assinar contrato, quantia superior a recebida pelo atacante Fred, considerado o grande ídolo do clube, no momento.

Envolvido em sérios problemas financeiros e obrigado a pedir empréstimo para pagar os salários dos jogadores, o clube não se mostra disposto a investir outro valor elevado para trazer o jogador argentino e a equipe chinesa não admite conversar sem receber o que já pagou de adiantamento. E se Conca não se reapresentar nos próximos dias, os dirigentes do Guangzhou prometem suspender o contrato e denunciar o jogador à Fifa, o que inviabilizaria qualquer transação com outro clube.

O presidente Peter Siemsen garante que compartilha do sonho de todos os tricolores que é o de trazer Conca de volta, mas o dirigente descarta fazer loucuras para ter o ídolo outra vez. Siemsen garante que o meia só será contratado se estiver dentro da realidade financeira do clube.

“É preciso que o clube chinês flexibilize a situação para ajudar no retorno do Conca. Se isso não ocorrer, a transação será adiada para dezembro de 2013, quando acaba o contrato de Conca”, afirma o mandatário tricolor.

AFP
Apesar de admitir o interesse em Conca, o presidente do Flu afirmou que não fará loucuras pelo argentino

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade