Fórmula 1/Bastidores - ( - Atualizado )

Já trabalhando com a Mercedes, Hamilton é elogiado por Niki Lauda

Stuttgart (Alemanha)

Mesmo com contrato ainda vigente com a McLaren, o inglês Lewis Hamilton já trabalha com a Mercedes, equipe pelo qual correrá na próxima temporada da Fórmula 1. Após acordo, o piloto foi liberado por sua atual escuderia para conhecer os seus novos engenheiros e a estrutura da Mercedes, inclusive testando o simulador da equipe na última semana. Com os pés no chão, Hamilton foi elogiado por Niki Lauda, presidente não-executivo do Conselho Gestor da equipe.

Desde quando chegou à Mercedes, Hamilton evita falar em sucesso em seu primeiro ano na equipe alemã, garantindo que não pensará em títulos ou vitórias em 2013. Para Lauda, o piloto adotou a postura certa.

“Eu realmente não gosto quando os pilotos dizem que irão vencer todas as corridas. Para mim, uma análise sóbria e pragmática das coisas é melhor, onde você pode surpreender ao invés de prometer algo que pode não ser alcançado necessariamente” diz o dirigente, em entrevista ao jornal alemão Welt am Sonntag.

AFP
Já na Mercedes, Hamilton foi elogiado por Niki Lauda: dirigente cobra melhora no desenvolvimento do carro
Aproveitando a afirmação de Hamilton, Lauda admite que a Mercedes precisa melhorar caso queira brigar por títulos. Para ele, a equipe tem todos os fatores necessários para fazer boas temporadas, caso o desenvolvimento do carro seja bem feito.

“Nós temos o melhor motor e os melhores pilotos. Para mim, Hamilton-Rosberg é a dupla mais forte comparada a todas as outras equipes. Dê uma olhada na Red Bull e na diferença entre Vettel e Webber, ou Alonso e Massa na Ferrari. Ou, pior ainda, na McLaren e na diferença entre Button e Perez. Algumas equipes têm mundos entre seus dois pilotos. Agora, precisamos melhorar bastante o carro antes da temporada”, analisa, ressaltando outra vantagem na contratação de Hamilton.

“Ele vem com experiência de outra equipe, e pode nos dizer exatamente quais são os pontos fortes e fracos do nosso carro”, conclui.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade