Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Kaltenborn prioriza Sauber e nega interesse em cargo de Ecclestone

Hinwill (Suíça)

Com o nome envolvido em um caso de corrupção, o empresário Bernie Ecclestone, dirigente máximo da Fórmula 1, tem sua permanecia no cargo colocado em dúvida. Alguns nomes já surgiram como possíveis substitutos do dirigente de 82 anos, o mais recente envolveu Monisha Kaltenborn, primeira mulher a chefiar uma equipe com o comando da Sauber.

Entretanto, a chefe da Sauber tem objetivos dentro de sua própria equipe e não demostrou pretensões de assumir o posto de maior responsabilidade dentro do automobilismo. “Não há nada sobre isso”, garantiu à emissora alemã SWR.

“Não gostaria de fazer isso. Acho que Bernie lida não apenas com uma, mas com 12 equipes. Tenho muitos objetivos que quero alcançar com a Sauber”, explicou Kaltenborn, afastando os rumores.

Monisha Kaltenborn está na Sauber há 12 anos e depois de liderar muitas negociações na equipe foi a escolhida por Peter Sauber para chefiar a escuderia que leva seu nome.

AFP
Sob o comando de Kaltenborn, a Sauber contará com o alemão Nico Hulkenberg e o mexicano Esteban Gutiérrez

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade