Motor/Bastidores - ( - Atualizado )

Otimista, responsável faz balanço de obras no autódromo de Sochi

Sochi (Rússia)

Cogitado no calendário de 2014 da Fórmula 1, o autódromo de Sochi segue em processo de construção. Presidente da Formula Sochi, empresa responsável pelo projeto e pelas obras do circuito, Alexander Bogdanov fez balanço positivo do andamento das obras e reiterou o objetivo de receber, além da F1, outras categorias do automobilismo e motociclismo mundial.

“A construção da pista de Sochi segue em alta velocidade. A pista de 5,8 km é um dos circuitos mais longos da F1. Levando em conta os resultados de 2012, é seguro dizer que a Formula Sochi está trabalhando duro para preparar o terreno para a etapa russa da F1, incluindo estabelecer uma boa relação com o promotor da categoria. Uma relação próxima com Bernie Ecclestone nos dá a confiança de que o GP da Rússia será organizado a tempo e em alto nível”, revela.

Divulgação
Pista do autódromo de Sochi passará por estrutura dos Jogos Olímpicos de Inverno (Foto: OJSC/Formula Sochi)
Apesar de não confirmada por Ecclestone ou por FOM e FIA, é quase certa a presença do GP russo na Fórmula 1 em 2014. Sonhando alto, Bogdanov revela outros objetivos com relação ao circuito.

“O autódromo também vai receber categorias diferentes como o GT Sprint, WEC, WTCC, F3 e campeonatos locais russos. Nós também estamos trabalhando para sediarmos uma competição de moto em alto nível como a MotoGP, Superbike, entre outros”, completa.

Planejado em 2010, o circuito de Sochi é erguido entre as estruturas para as Olimpíadas de Inverno de 2014, com sede na cidade russa. Para Herman Tilke, engenheiro responsável pela construção da pista, esse é mais um fator diferencial para o circuito fazer parte da Fórmula 1.

“Não há dúvidas de que o circuito vai alcançar todas as exigências da F1 e talvez também para a MotoGP. O circuito será muito técnico e rápido e vai oferecer alguns detalhes interessantes. É uma estrutura fantástica, com grande atmosfera e será fantástico ter uma pista no Parque Olímpico”, avalia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade