Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Presidente da Ferrari lamenta não ter dado carro campeão a Alonso

Maranello (Itália)

A despeito da falta de competitividade do carro da Ferrari, Fernando Alonso brigou pelo título com o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) até a última corrida. Na festa de Natal da escuderia italiana, Luca di Montezemolo, presidente da instituição, lamentou o vice-campeonato.

“O Fernando teve uma temporada extraordinária e lamento não ter dado a ele um carro tão rápido quanto confiável. Tenho certeza que, se tivéssemos chegado até a última corrida com mais alguns pontos, incluindo aqueles que perdemos com algumas colisões, poderíamos ter vencido facilmente”, declarou o dirigente.

Alonso chegou a liderar o campeonato, mas Vettel embalou com vitórias consecutivas nas etapas de Cingapura, Japão, Coreia do Sul e Índia. Para a próxima temporada, Montezemolo exige que a equipe desenvolva um carro competitivo desde o começo.

“Em 2013, a meta é contar imediatamente com um carro capaz de vencer. Todos devemos fazer um pouco mais para alcançar isso, mas sem perder os pontos fortes que demonstramos nesta temporada, a começar com a confiabilidade”, declarou o presidente ferrarista.

AFP
Luca di Montezemolo acredita que o piloto Fernando Alonso teria sido tricampeão com um carro melhor na Ferrari
Com a ajuda do companheiro Felipe Massa, Alonso terminou o Grande Prêmio do Brasil, última etapa do campeonato, no segundo lugar, o que não foi suficiente para evitar o título de Vettel. Diante dos funcionários da Ferrari, o espanhol avaliou o ano de forma positiva.

“Nesta temporada, vencemos corridas e lutamos pelo título mundial até o final pela segunda vez em três anos, feito que poucos alcançaram. Obrigado a todos vocês. Espero que possamos voltar aqui dentro de um ano com um carro muito bom”, declarou Alonso.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade