Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Presidente da Ferrari reclama de “muito velho” Ecclestone

Maranello (Itália)

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, fez críticas duras ao britânico Bernie Ecclestone, comandante da Formula One Management (FOM), empresa que controla a Fórmula 1. O mandatário da montadora italiana ironizou as declarações do chefe da categoria sobre a polêmica envolvendo sua equipe e a Red Bull e sugeriu que o dirigente esteja muito velho para suas funções.

Na última semana, Ecclestone, de 82 anos de idade, disse que a reclamação da Ferrari sobre uma ultrapassagem de Sebastian Vettel no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 era uma completa piada e irritou a cúpula da escuderia italiana.

“Meu pai sempre me ensinou a respeitar os mais velhos, principalmente quando eles atingem o ponto em que não conseguem mais controlar suas palavras. Então vou parar aqui. A idade avançada geralmente é incompatível com certos cargos e responsabilidades”, disse Montezemolo no último domingo.

A polêmica envolvendo as duas partes teve início na semana passada após o protesto da Ferrari sobre uma suposta ultrapassagem de Vettel sob bandeira amarela em Interlagos. O alemão foi o sexto colocado da prova no Brasil e garantiu o tricampeonato do Mundial, com três pontos de vantagem sobre o espanhol Fernando Alonso.

Montezemolo também criticou os rumos do Mundial de Fórmula 1 e a restrição de testes durante a temporada. Em 2012, a Ferrari enfrentou problemas em seu túnel de vento, tendo dificuldades para que o carro evoluísse ao longo do ano.

“Nós somos construtores, não patrocinadores. Não estou feliz que não possamos testar no asfalto e não possamos dar uma chance para os pilotos mais novos começarem”.

AFP
Luca di Montezemolo fez críticas ao papel de Bernie Ecclestone no comando da Fórmula 1

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade