Motor/Fórmula 1 - ( )

Red Bull vê equilíbrio maior e promete carro “sem surpresas”

Milton Keynes (Inglaterra)

Depois de sair vitoriosa nas últimos três temporadas, a escuderia Red Bull vê a Fórmula 1 cada vez mais equilibrada, o que dificulta o trabalho do projetista Adrian Newey na busca de um carro dominante. Segundo ele, a equipe deve apresentar apenas um aperfeiçoamento do RB8, modelo da temporada 2012, sem grandes novidades.

Depois de dominar nos anos de 2010 e 2011, a Red Bull encontrou muito mais percalços para triunfar novamente neste ano, que teve o começo mais equilibrado dos últimos tempos na categoria, com diversos vencedores diferentes nas primeiras etapas do Mundial.

“É cada vez mais difícil porque não há mudanças reais no regulamento”, declarou Adrian Newey em entrevista ao site britânico Autosport. “A categoria está convergindo e você pode notar o quão competitivo está pelo fato de termos oito campeões diferentes neste ano”, completou.

Newey analisou que muitos fatores interferem no maior equilíbrio da Fórmula 1, dentre eles, o uso dos pneus Pirelli. “É uma demonstração do quão crítico está agora. Cada corrida existe muitas variáveis que podem causar oscilações nos carros. Os pneus têm sido muito falados e será importante como cada carro irá trabalhar com os pneus, diferentes de seus concorrentes”, analisou.

AFP
Depois de ver Sebastian Vettel tricampeão da Fórmula 1, projetista acredita em temporada cada vez mais competitiva

“Às vezes, um traçado especial ou as temperaturas podem atender um determinado carro mais que os seus rivais. Se um circuito predomina a alta velocidade como Silverstone ou de velocidade mais lenta como Abu Dhabi, por exemplo. Esses são fatores que fazem ser mais difícil dominar”, acrescentou o projetista.

Sobre o próximo modelo da Red Bull, o RB9, Newey não criou muita expectativa e explicou que o carro deve apesar ser uma evolução do último, sem apresentar grandes mudanças. “Não haverá surpresas. O carro do próximo ano será mais uma evolução deste ano”, assegurou.

A Red Bull foi crescendo ao longo do ano na temporada 2012, em que conseguiu ter bons resultados na segunda metade do campeonato, fato que permitiu ao alemão Sebastian Vettel deixar o espanhol Fernando Alonso para trás no Mundial de Pilotos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade