Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Schumacher errou ao deixar aposentadoria, afirma Ecclestone

Brackley (Inglaterra)

Após se aposentar em 2006, Michael Schumacher retornou para mais três temporadas antes de deixar a Fórmula 1 novamente neste ano. Para Bernie Ecclestone, porém, o alemão sequer deveria ter retornado.

“Analisando agora, Michael Schumacher não deveria ter feito esse retorno”, afirmou o presidente da Fórmula 1 sobre o agora ex-piloto da Mercedes.

O heptacampeão mundial anunciou seu retorno em 2010, mas não conseguiu bons resultados na Mercedes. Apesar da expectativa gerada em cima de sua volta, o alemão só somou um pódio aos seus 154 anteriores. Para Ecclestone, a escuderia também teve culpa no mau desempenho.

“Como ele teria ido se estivesse na Red Bull? Ou na Ferrari novamente? Suponho que, quando ele foi para a Mercedes, esperava que a equipe fosse bem melhor do que acabou indo”, analisou.

O dirigente não vê relação entre a aposentadoria de Schumacher a chegada de Lewis Hamilton à Mercedes. “Acredito que ele sairia de qualquer jeito. Hamilton tinha algumas opções: ficar na McLaren, ir para a Mercedes ou para uma equipe pior”, comentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade