Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Schumacher vê vazio enorme na Mercedes sem Haug

Brackley (Inglaterra)

O alemão Michael Schumacher demonstrou tristeza com a saída de Norbert Haug da Mercedes. O dirigente era responsável pelo departamento esportivo da montadora alemã desde o início dos anos 1990 e recentemente trabalhou ao lado do heptacampeão do Mundial de Fórmula 1 na equipe chefiada por Ross Brawn.

“Desde que entrei no automobilismo profissional, Mercedes e Norbert Haug juntos faziam parte dele, então esse passo marcará uma grande mudança. Ele vivia o automobilismo e sua saída deixará um vazio enorme em nosso esporte e no nosso time”, avaliou Schumacher.

Haug teve papel fundamental no retorno do heptacampeão da Fórmula 1 à categoria após sua primeira aposentadoria. Com a criação da equipe Mercedes por iniciativa do dirigente, Schumacher decidiu voltar ao automobilismo profissional, mas em três anos no time teve dificuldades para lutar por bons resultados e abandonou o esporte.

A saída de Haug da Mercedes foi anunciada pela empresa na última quinta-feira por meio de uma nota oficial, alegando que a decisão foi tomada de comum acordo entre o dirigente e o conselho administrativo da montadora. “Nós passamos muitos anos juntos, sendo rivais ou aliados, e Norbert sempre participou com total entusiasmo”, afirmou o piloto alemão.

AFP
Norbert Haug comandou o departamento esportivo da Mercedes por mais de 20 anos

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade