Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Williams defende planejamento de treinos para Bruno Senna

Grove (Inglaterra)

Após as críticas de Bruno Senna, que afirmou que a perda do primeiro treino livre prejudicou seu desempenho na temporada, a Williams através de comentários de Mark Gillan nesta terça-feira.

O acordo de troca de treino entre Senna e Valtteri Botas já estava previsto desde quando o brasileiro firmou contrato com a escuderia. O chefe de operações da Williams disse ainda que, além das trocas já estarem planejadas, tentou ao máximo minimizar o prejuízo da falta do primeiro terno para Bruno.

"É uma boa questão, que precisamos analisar a fundo. Foi um ato de equilíbrio. É algo que sabíamos desde o começo da temporada e fizemos de tudo para minimizar a perda do primeiro treino de Bruno, tentando aprender com Valtteri”, afirmou Gillan em entrevista ao Autosport.

Ao todo, o piloto brasileiro perdeu 15 de 20 treinos para o finlandês, que começou como reserva e terminou como titular. O dirigente da escuderia inglesa falou sobre o benefício dos treinos com diferentes pilotos.

“Cada piloto dá um retorno diferente. O Bruno é diferente do Pastor, Valtteri é diferente dos dois e aprendemos muito com isso. Valtteri se beneficiou muito disso, também extraímos muita coisa do terceiro piloto”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade