Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Al Ahly vence Hiroshima e encara o Corinthians na semifinal

Toyota (Japão)

O Corinthians conheceu neste domingo seu adversário na estreia do Mundial de Clubes. Em jogo realizado no estádio de Toyota, com jogadores e comissão técnica do Timão nas tribunas, o Al Ahly venceu o Sanfrecce Hiroshima por 2 a 1 e se classificou para as semifinais do torneio.

Atual campeão africano, o time egípcio abriu o placar com gol de Hamdi, mas levou o empate ainda no primeiro tempo, quando o atacante Sato, principal jogado do representante japonês, chutou para estufar as redes.

Porém, na etapa final, o astro egípcio Aboutrika marcou o gol da vitória, depois de ter começado a partida no banco de reservas (entrou ainda na etapa inicial com a lesão de Ghali). O Ahly jogou com uma faixa de luto neste domingo, em homenagem aos 72 torcedores mortos na tragédia de Port Said, em fevereiro, durante jogo contra o Al Masry.

Desde então, os jogos do Campeonato Egípcio foram paralisados, com a disputa apenas de outros torneios. Aboutrika, inclusive, foi suspenso e multado pela diretoria de seu clube, porque apoiou os protestos dos torcedores que queriam punições pela tragédia.

O Al Ahly volta a campo na quarta-feira, às 8h30 (de Brasília), contra o Corinthians, que entra direto nas semifinais por ser o representante sul-americano. O outro confronto será entre Monterrey e Chelsea, na quinta.

AFP
Aboutrika, que foi suspenso este ano, começou no banco e entrou no decorrer para fazer o gol da vitória
O jogo: O campeão africano quis mostrar logo no início da partida sua superioridade técnica e partiu para o ataque, criando grande chance logo aos dois minutos, quando Gedo recebeu lançamento em meio à zaga, avançou e tocou na saída do goleiro, muito perto da trave. Na jogada, o egípcio acabou acertando o joelho no rosto do goleiro Nishikawa, que recebeu atendimento médico por quatro minutos, mas não resistiu e precisou ser substituído por Masuda.

Em uma noite fria no Japão, inclusive nevando no estádio, Hamdi tentou tabelar para ameaçar pela esquerda e deixou a bola escapar para linha de fundo. Aos 15 minutos, o Al Ahly foi recompensado pela pressão e abriu o placar. Hamdi recebeu cruzamento rasteiro na área e tocou para as redes.

Depois do gol, o Hiroshima buscou concentração para responder, principalmente em jogadas pela direita, mas desperdiçadas pelo croata Mikic. Aos 21, Takahagi recebeu na entrada da área e arrematou, em defesa de Ekramy. Pouco depois, o time japonês quase empatou. Depois de cobrança de falta para a área, Mizumoto apareceu livre na área e chutou, mas o goleiro salvou com as pernas.

A situação do primeiro jogo se inverteu, com a pressão sendo feita pelo Hiroshima. O Al Ahly foi obrigado a se fechar, mas exibiu problemas defensivos. Para completar, o capitão Ghali passou a reclamar de dores na perna esquerda. Aos 31, Koji Morisaki bateu escanteio, a zaga egípcia não conseguiu afastar e a bola sobrou para Sato, que, livre atrás da zaga, chutou forte para as redes.

Depois do gol, Ghali precisou ser substituído pelo experiente Aboutrika. Os japoneses continuaram mais envolventes e, na jogada seguinte ao gol, Shimizu arrematou cruzado e obrigou o goleiro a defender. Aos 37, o Sanfrecce Hiroshima desperdiçou chance incrível. Mikic correu pela direita e cruzou para a pequena área. A bola passou pelo arqueiro e chegou para Takahagi, que tinha o gol aberto em sua frente, mas foi atrapalhado pelo marcador que chegou junto e tocou de joelho, sem direção.

Melhor em campo e diante de um adversário acuado, o time anfitrião seguiu em busca a virada. Chiba recebeu com liberdade na área, de frente para o goleiro, mas decidiu não chutar e optou por tocar para Sato, que sofria a marcação de dois defensores e perdeu a bola, na última oportunidade da etapa.

No intervalo, o Hajime Moriyasu tirou Moriwaki para a entrada de Seokho. No entanto, o Al Ahly pulou novamente à frente, aos 11 minutos. Aboutrika ganhou da marcação ao receber lançamento, invadiu a área e chutou para fazer o gol. Assim como no primeiro tempo, o Sanfrecce Hiroshima se lançou ao ataque. Takahagi tentou empatar em cobrança de falta, mas a zaga afastou. No lance seguinte, o mesmo jogador fez cruzamento perigoso e Sato não alcançou na pequena área.

Do outro lado, o time egípcio se limitou a responder em jogadas individuais de Aboutrika. Ao constatar a queda de rendimento de seus atletas, o técnico Hossam El Badry tirou Hamdi para a entrada de Trezeguet, que ganhou o apelido em homenagem ao famoso atacante francês.

Aos poucos, o ímpeto do time local diminuiu, e o Al Ahly conseguiu segurar a posse de bola para administrar o resultado. Mesmo assim, o Sanfrecce conseguiu chegar com muito perigo e desperdiçou a chance. Sato recebeu lançamento e saiu de frente para o goleiro, mas mandou para fora. Antes do fim, o mesmo jogador arrematou de dentro da área e viu a defesa de Ekramy.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade