Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Eleito melhor do torneio, Lucas se despede da torcida ao microfone

São Paulo (SP)

A festa estava armada para Lucas e, com apenas 45 minutos de partida, o “Moleque do Gol” cumpriu o roteiro de sua despedida em grande estilo na decisão da Copa Sul-americana. Com um gol aos 22, e uma assistência para o de Osvaldo cinco minutos depois, o camisa 7 foi ovacionado, recebeu homenagens da torcida, de Rogério Ceni e ofuscou a confusão armada entre jogadores do Tigre, seguranças e policiais.

Já com o jogo encerrado pelo árbitro chileno Enrique Osses, a festa discreta das arquibancadas chegou ao gramado e contagiou os jogadores do São Paulo. Estrela da noite do dia 12 de dezembro de 2012, Lucas foi abraçado pelo Rogério, Wellington e Jadson, para então dar sequência à noite de gala.

Após receber os prêmios de goleador da grande final e de melhor jogador da Sul-americana, o jogador de apenas 20 anos voltou ao final da fila de são-paulinos e recebeu do presidente da Conmebol, Nicolás Leóz a sua medalha de campeão. Com duas pequenas taças e uma medalha, o meia-atacante comemorava com seus companheiros de clube enquanto o capitão tricolor se preparava para erguer o troféu.

Pronto para o momento mais esperado pela torcida, Rogério Ceni chamou Lucas para o lugar mais alto do palco, passou a faixa de capitão para o garoto e fez com que seu pupilo erguesse a taça da competição internacional. A união de duas gerações de craques criados no clube levou a torcida ao delírio e, depois da volta olímpica com o elenco tricolor, o agora jogador do Paris Saint-Germain pegou um microfone e retribuiu o carinho dos torcedores.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Presenteado por Rogério Ceni com faixa de capitão, Lucas ergueu a taça e fez juras de amor à torcida na despedida
“Queria agradecer a todos vocês todo o amor. Se não fosse por vocês, eu não teria o prazer de entrar em campo por essa camisa. Podem ter certeza que cada um de vocês vai estar dentro do meu coração. E o São Paulo principalmente, pois eu amo esse clube. Esse título é pra vocês, e um dia eu quero volta a vestir essa camisa maravilhosa e comemorar muitos títulos. Obrigado por tudo e um grande abraço no coração de cada um”, declarou.

Tímido como em suas entrevistas, Lucas se desculpou pela dificuldade com as palavras, e voltou a demonstrar seu amor ao Tricolor do Morumbi, que esteve lotado com mais de 67 mil torcedores. “Olha a gente sabe q eu sou melhor jogando do que falando, mas não podia deixar de falar, de agradecer a essa torcida maravilhosa que eu amo muito. Graças a Deus consegui o meu objetivo de ser campeão”, finalizou o jovem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade