Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Médico do Corinthians acredita na recuperação de Pato no Brasil

São Paulo (SP)

Joaquim Grava tem convicção de que Alexandre Pato poderá atuar em alto nível pelo Corinthians, caso as negociações com o Milan se concretizem e o atacante acerte o retorno ao Brasil. Responsável pelo departamento médico do clube paulista, o médico suspeita que as seguidas lesões musculares de Pato sejam consequência de tratamentos inadequados realizados pelos profissionais do time italiano.

“Provavelmente esse menino não apresentava contusões antes de ir para Itália. E na seleção ele fez vários jogos. Alguma coisa pode estar errada onde está ele jogando. A lesão muscular volta a se tornar problema quando é mal curada”, disse Grava à Rádio Jovem Pan.

Desde que estreou pelo Milan, em 2008, Pato sofreu 16 lesões. Joaquim Grava tentou tranquilizar a torcida, assegurando que, se integrado ao elenco do Corinthians em 2013, o jogador receberá o tratamento adequado.

AFP
Aos 23 anos, Pato tem histórico de 16 lesões na carreira
A sequência de lesões musculares de Pato é, para Grava, um grande mistério. O médico afirma ser comum a liberação de jogadores pelo departamento médico quando não há mais queixa de dor, o que pode induzir ao erro.

“A lesão muscular é o grande desafio de um médico no esporte. Quando se tem uma fratura, você sabe que terá de consolidar um tempo para recuperação e, portanto, se afasta para tratar. Na lesão muscular não se sabe o tempo exato. Existe uma ideia errada de que quando não se tem mais a dor na lesão muscular é sinal de recuperação. Não deve se olhar se ele está bem, se o sintoma passou, mas sim se suas funções estão sendo feitas em dia. Não é simples”, completou o médico.

Pato esteve na capital paulista no primeiro semestre deste ano para ser avaliado por Turíbio Leite, ex-fisiologista do São Paulo. O diagnóstico concluiu que o jogador não tem problema crônico na musculatura da perna.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade