Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Piazon ensina a Chelsea que Corinthians “é coração e luta até o fim”

Yokohama (Japão)

Pouco aproveitado pelo técnico Rafael Benítez no Chelsea, o meia brasileiro Lucas Piazon pode ser útil à sua equipe de outra maneira no Mundial de Clubes do Japão. O jogador que passou pelas categorias de base do São Paulo tem transmitido informações sobre o Corinthians (adversário na final de domingo, em Yokohama) aos seus companheiros.

“A gente ajuda como pode. Tenho falado que o Corinthians é coração e luta até o fim”, contou Piazon, que se juntou ao zagueiro David Luiz (corintiano na infância) para mostrar imagens e vídeos da festa da torcida adversária no Aeroporto de Cumbica antes do embarque do time ao Japão.

O meia gostaria de colaborar com o Chelsea também dentro de campo diante do Corinthians. “Tenho esperanças de jogar, mas sei que é difícil. Sou muito novo ainda”, lembrou Piazon, de 18 anos. “Mas quem sabe eu não tenha uma oportunidade?”, sorriu.

Lucas Piazon acompanhou de perto a classificação de seu time para a final nesta quinta-feira, com vitória por 3 a 1 sobre o mexicano Monterrey. “O time se impôs e foi muito bem, criando chances, fazendo gols e conseguindo matar o jogo”, comemorou o meia, ainda se adaptando ao fuso horário no Japão. “Está sendo difícil para a gente. Todos têm dormido muito pouco à noite.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Lucas Piazon acompanhou a vitória por 3 a 1 do Chelsea sobre o Monterrey no Mundial de Clubes do Japão

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade