Futebol/Bastidores - ( )

Prandelli dá apoio a Mancini e teme que Balotelli “queime” potencial

Manchester (Inglaterra)

A derrota diante do rival Manchester United, na última semana, fez o técnico Roberto Mancini criticar abertamente alguns jogadores do City. O principal alvo da bronca foi o atacante Mario Balotelli, que deixou o gramado irritado, aos sete minutos do segundo tempo, e seguiu direto aos vestiários. Nesta segunda-feira, a irritação de Mancini ganhou mais um incentivador: Cesare Prandelli, técnico da seleção italiana.

Após a partida, Mancini disse que “adorava” o polêmico atacante, mas temia que ele “atirasse o talento pela janela”. Balotelli não aprovou as palavras do comandante e se aproximou de uma saída do Manchester City, negociando diretamente com clubes como Juventus, Inter de Milão e Milan. Deixar o futebol inglês, no entanto, não deve ser a solução de seus problemas, já que o técnico da Itália admitiu temor pelo futuro do jogador no futebol.

“O Roberto Mancini está certo. Mario pode queimar sua carreira se continuar tendo esse tipo de postura. O técnico do Manchester City está absolutamente certo e o Mario deve ouvir. Nós treinadores podemos falar, mas parte dele agir. O que ele tem não é problema com uma cidade ou um país, mas com sua situação profissional”, criticou Prandelli, ao Rai Sport, negando que uma mudança de clube possa mudar sua situação no futebol italiano.

A menos de dois anos da Copa do Mundo de 2014, Balotelli é considerado um dos principais nomes da seleção tetracampeã mundial e costuma ser titular ao lado de El-Shaarawy, sob o comando de Cesare Prandelli. Comparado com De Rossi, da Roma, pelo técnico da Itália, Balotelli deve aproveitar as festas de fim de ano para definir seu futuro no esporte.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade