Futebol/Mundial de Clubes - ( )

Belga ganha tratamento de Neymar e faz Timão mudar escalação

Yokohama (Japão)

Eden Hazard custou 40 milhões de euros ao Chelsea e a vaga no time titular do Corinthians a Douglas. O belga de 21 anos teve ótima atuação na semifinal do Mundial e assustou Tite, que escalou Jorge Henrique para ajudar Alessandro a marcá-lo.

Na vitória por 3 a 1 sobre o Monterrey, o veloz camisa 17 criou muitas jogadas pelo lado esquerdo do campo. Por isso, ganhou do Timão tratamento semelhante ao dado ao santista Neymar na semifinal da Copa Libertadores.

Antes do treino deste sábado, Tite mostrou um vídeo com lances do confronto de junho com o Peixe. Recordou como o time do Parque São Jorge juntou as linhas de marcação para espremer o craque rival.

“Ele mostrou que o Neymar caiu por aquele lado. Eu ajudei bastante o Alessandro por ali e espero fazer o mesmo contra o Chelsea. Se tiver que marcar, vou fazer isso”, disse Jorge Henrique, recusando-se a dizer se Hazard é melhor do que o santista: “São dois grandes jogadores”.

AFP
Hazard leva vantagem sobre Sergio Perez, do Monterrey, no jogo que deixou Tite preocupado com o belga
O problema é que Hazard pode mudar de posição. O imaginativo Rafael Benítez, que escalou o zagueiro David Luiz de volante na semifinal, treinou com o belga como armador centralizado, abrindo Marko Marin – alemão que nunca foi titular no Chelsea – pela esquerda.

Só 15 minutos da atividade, a última na preparação dos ingleses, foram realizados com os portões abertos. É difícil imaginar o plano de jogo do técnico espanhol, mas é bem possível que a reestruturação tática feita por Tite para marcar o belga tenha sido feita com base em uma premissa falsa.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade