Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Campeão ou não, Paulinho diz que permanecerá no Corinthians

Nagoya (Japão)

Paulinho esteve bem perto de trocar o Corinthians pela Inter de Milão após a conquista da Copa Libertadores, mas, mesmo com enorme pressão do grupo Pão de Açúcar – dono de metade dos direitos econômicos –, ficou. Satisfeito com a decisão, ele avisou que, independentemente do resultado no Japão, não pretende sair.

“Coloquei para todos quando tinha proposta. Hoje, não tem proposta. Se eu for campeão mundial, não vai mudar nada. Quero ficar no ano que vem. Neste momento, posso dizer que fico”, disse o volante, que teve recentemente o contrato renovado até 2015 e 50% dos direitos comprados pelo Timão.

AFP
Elogiado por Oscar, o volante Paulinho devolveu a gentileza ao companheiro de Seleção Brasileira
O nome do jogador já está marcado na história do clube por sua participação na Libertadores. Mesmo assim, ele afirma não se ver como um ídolo, condição que pretende atingir conquistando títulos como o que está em jogo em terras japonesas.

“Eu tenho consciência da responsabilidade e do peso que tenho na equipe, mas não me vejo como uma estrela. Para ser um ídolo, tenho que fazer mais. Não fujo, carrego a responsabilidade, mas sempre coloquei que o Corinthians não tem estrelas, tem um grupo”, comentou.

Não é assim que pensa Oscar, do Chelsea. Possível rival do Alvinegro em uma eventual final do Mundial, no domingo, o meio-campista elogiou bastante o volante corintiano, seu companheiro na Seleção Brasileira, gentileza retribuída nesta segunda.

“Agradeço pelas palavras. O Oscar também tem tudo para se destacar no Mundial, devolvo a ele as palavras. Mas, antes de pensar no Chelsea, temos um confronto difícil com o Al Ahly, que é um time experiente, com jogadores de seleção”, lembrou Paulinho.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade