Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Capitão da conquista veste camisa de Douglas, sacado da final

São Paulo (SP)

Um dos mais empolgados na festa do título mundial do Corinthians é o lateral direito Alessandro, que ergueu a taça no Japão e parece pouco disposto a largá-la. Na celebração, o capitão do bi homenageia alguém que, segundo Tite, foi “grande”.

O camisa 2 do Timão faz a festa com um par de óculos para esconder as olheiras e o número 10 às costas. É o uniforme de Douglas, jogador que foi sacado da equipe antes da decisão contra o Chelsea por questões táticas.

Tite explicou ao meia que a presença de Jorge Henrique se fazia necessária. Douglas foi o primeiro a saber da substituição e, de acordo com o chefe, ficou chateado, mas não colocou metas individuais acima do objetivo coletivo.

“O Jorge entrou e faz a função muito bem. Foi numa boa, não fui egoísta, não pensei só em mim. O mais importante foi que deu certo, o título veio para a gente. A tristeza acabou ficando de lado. Só alegria” disse o meia, ainda no Japão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Douglas não jogou a final, mas aprovou a atuação de seu substituto contra o Chelsea, Jorge Henrique

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade