Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Coberta por pano preto, taça de campeão é levada ao Morumbi

Tossiro Neto e Gabriel Carneiro São Paulo (SP)

Aproximadamente duas horas e meia antes da final da Copa Sul-americana, um carro com dirigentes da Conmebol chegou ao Morumbi trazendo a taça que será entregue ao capitão de São Paulo ou Tigre, que se enfrentam na decisão do torneio a partir de 21h50 (de Brasília).

Coberta por um pano de veludo preto, o troféu ficou o tempo todo nas mãos de um funcionário brasileiro da entidade. Tanto o time brasileiro quanto o argentino, que empataram por 0 a 0 o jogo de ida, em La Bombonera, jamais venceram a competição continental.

Tossiro Neto/Gazeta Press
Funcionário carrega taça que será dada ao campeão
Logo após a chegada dos dirigentes da Conmebol, desceu de outro veículo o trio de arbitragem chileno formado pelo juiz Enrique Osses, os assistentes Francisco Mondría e Carlos Astroza, além do quarto árbitro Julio Bascuñan.

Ainda com roupas sociais, eles todos imediatamente foram fazer a primeira análise do gramado. Em função do show da cantora norte-americana Madonna no meio da semana passada, algumas regiões ficaram comprometidas, com manchas amareladas e escuras, em especial em um dos gols.

Foram vendidos ao todo 67 mil ingressos, número que não inclui convidados nem pessoas que não pagam para entrar. Para vencer e acabar com jejum de quatro anos sem título, o São Paulo depende de vitória simples. Novo empate leva a partida inicialmente para a prorrogação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade