Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Conselho não proíbe, mas exige explicações para Palmeiras contratar

São Paulo (SP)

Foi repassado a Gilson Kleina que o Palmeiras só contratou o goleiro Fernando Prass, ex-Vasco, e o lateral direito Ayrton, ex-Coritiba, até agora porque o Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do clube estaria vetando a chegada de reforços até as eleições presidenciais, no dia 21. O presidente do órgão, porém, nega qualquer proibição. Alega só exigir explicações para qualquer dinheiro gasto.

“A única solicitação, visando somente os interesses e o bem da Sociedade Esportiva Palmeiras, é que sejam apresentadas, nas futuras contratações, os valores e recursos financeiros necessários para viabilização econômica envolvendo a negociação de qualquer profissional que venha fazer parte do quadro do departamento de futebol”, disse Alberto Strufaldi Neto, presidente do COF, em nota oficial.

A medida é uma maneira de fazer Arnaldo Tirone controlar seus gastos, já que o presidente, que iniciou sua gestão em janeiro de 2011 prometendo controlar melhor a parte financeira do clube, aumentou demais as dívidas do Verdão. Além disso, na busca por uma reeleição, o presidente poderia apelar para contratações caras como compensação ao rebaixamento no Brasileiro.

“O COF esclarece que em nenhum momento vai proibir qualquer tipo de contratação feita pela presidência e departamento de futebol”, prosseguiu Alberto Strufaldi Neto. “O COF também deixa claro que sempre trabalhou de maneira isenta e jamais interferiu ou impugnou qualquer contratação feita pelo departamento de futebol ao longo das últimas gestões, visando preservar sempre a saúde financeira do clube.”

Djalma Vassão/Gazeta Press
Mesmo sem proibição, alerta do COF deve fazer com que Tirone não contrate mais ninguém neste ano
De qualquer forma, o alerta dado pelo COF em reunião realizada na última terça-feira deve fazer com que nenhum novo nome seja anunciado para a equipe, ao menos, até o fim do ano. Tirone já avisou aos conselheiros que não contratará mais ninguém, embora tenha feito uma proposta oficial a Riquelme e mantenha negociações com o volante Rodrigo Souto.

A apreensão para 2013 é grande. Do elenco do rebaixamento no Brasileiro, 20 jogadores foram dispensados. Além de Prass e Ayrton, as novidades na reapresentação no dia 3 serão só atletas que voltam de empréstimo de outros clubes e foram pedidos por Kleina, como os volantes Wendel, que estava na Ponte Preta, e Souza, ex-Náutico. Mas Marcos Assunção, por exemplo, não teve seu contrato renovado ainda, e seguem as conversas para assegurar a continuidade de Barcos no clube.

Confira a íntegra da nota oficial do COF do Palmeiras:

”Em relação à última reunião que aconteceu no dia 18 deste mês, o Conselho de Orientação e Fiscalização (COF) do Palmeiras esclarece que em nenhum momento vai proibir qualquer tipo de contratação feita pela presidência e departamento de futebol, conforme foi noticiado em alguns meios de comunicação.

A única solicitação, visando somente os interesses e o bem da Sociedade Esportiva Palmeiras, é que sejam apresentadas, nas futuras contratações, os valores e recursos financeiros necessários para viabilização econômica envolvendo a negociação de qualquer profissional que venha fazer parte do quadro do departamento de futebol. Tal medida foi apoiada pelos três poderes do clube, a Diretoria Executiva, o Conselho Deliberativo (CD) e o próprio Conselho de Orientação e Fiscalização (COF).

O COF também deixa claro que sempre trabalhou de maneira isenta e jamais interferiu ou impugnou qualquer contratação feita pelo departamento de futebol ao longo das últimas gestões, visando preservar sempre a saúde financeira do clube.

Alberto Strufaldi Neto
Presidente do Conselho de Orientação e Fiscalização”

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade