Futebol/Mundial de Clubes - ( - Atualizado )

Danos causados em celebração são minimizados por aeroporto

São Paulo (SP)

A concessionária que administra o aeroporto de Cumbica minimizou os danos causados à estrutura do local na festa feita pelos corintianos na noite de segunda-feira. Cerca de 15 mil torcedores foram dar sua força aos jogadores do Timão no embarque para o Mundial e dominaram o saguão em celebração que só acabou com bombas de gás lacrimogêneo usadas por policiais.

“A manifestação dos torcedores (...) não impactou a operação de pousos e decolagens no terminal aeroportuário. Não houve dano significativo às instalações do aeroporto, que opera normalmente. Apesar do grande número de torcedores, os poucos incidentes foram resolvidos durante a noite”, comunicou a empresa administradora.

Justamente para evitar tumultos, a saudação da Fiel aos seus jogadores foi marcada para uma área externa do aeroporto. Quando o ônibus passou, no entanto, os corintianos entraram no terminal, estenderam faixas, soltaram rojões e dispararam extintores de incêndio enquanto cantavam seu amor ao Alvinegro.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Corintianos dominaram o aeroporto de Cumbica e deixaram sujeira para trás, mas tudo já foi resolvido
Ao fim da manifestação, além da esperada sujeira, havia danos a uma área reservada para ações promocionais da empresa Bauducco e a um dos guichês no quais era pago o estacionamento. Na parte de fora, estava avariado em vários pontos o alambrado que separou a massa do ônibus do time.

De acordo com a concessionária, tudo foi colocado em seu devido lugar ao longo da madrugada. Nesta terça-feira, o aeroporto tem um funcionamento normal, tranquilidade que não foi abalada pela passagem da delegação do São Paulo rumo à Argentina para a disputa do título da Copa Sul-americana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade