Futebol/Copa Libertadores - ( )

Experiência pelo Santos faz Ganso alertar sobre altitude boliviana

São Paulo (SP)

O meia Paulo Henrique Ganso teme que a altitude de La Paz possa prejudicar o São Paulo no duelo contra o Bolívar, pela fase preliminar da Copa Libertadores. Em 2012, ele foi derrotado pela equipe boliviana quando ainda vestia a camisa do Santos.

"Além de ser adversário muito difícil, a atitude ajuda a equipe deles", disse o jogador, que, por outro lado, aposta na tradição tricolor no torneio continental. "O São Paulo é experiente e saberá superar tudo isso para passar para a próxima fase e seguir em busca do tetra".

La Paz fica 3.600 metros acima do nível do mar. Em abril deste ano, a cidade foi palco da vitória do Bolívar por 2 a 1 sobre o Santos, numa noite em que Neymar foi alvo de pedras vindas da arquibancada. Na volta, a equipe brasileira não tomou conhecimento do adversário e pôs 8 a 0 no placar da Vila Belmiro.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Meia voltará a La Paz menos de um ano depois
Ganso, inclusive, foi autor de um belo tento na goleada aplicada na segunda partida. Após cruzamento à meia altura de Neymar pela ponta esquerda, o meia desviou de letra para balançar a rede do time boliviano. Meses depois, uma arrastada e polêmica negociação o levou ao São Paulo.

Desde setembro na equipe da capital, ele aposta em uma temporada de sucesso e sem lesões. A Libertadores, a qual venceu em 2011 com a camisa alvinegra, é o principal objetivo.

"Tem muita coisa boa para acontecer. Confio que será o ano do Ganso. De muitas conquistas e títulos pro Tricolor. A Libertadores é um sonho do torcedor são-paulino e é em busca dela que a gente vai", espera o jogador de 23 anos.

O primeiro confronto com o Bolívar será em 23 de janeiro, no Brasil. Sete dias mais tarde, o São Paulo vai a La Paz.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade