Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Maurício recusa permanecer e Joinville já observa gêmeos do Avaí

Joinville (SC)

Uma semana depois de serem listados na relação de jogadores que não permanecerão no Avaí para a temporada 2013, os zagueiros e irmãos gêmeos Cássio e Rafael devem receber contato da diretoria do Joinville até o final da semana. Sem vínculo com nenhum clube, os dois jogadores viriam para suprir a lacuna deixada pela saída de Pedro Paulo e também de Maurício, ex-jogador do Palmeiras e do Vitória.

Titular do JEC na surpreendente campanha do Campeonato Brasileiro da Série B, Maurício recusou a proposta de renovação contratual da equipe e é mais uma baixa do técnico Artur Neto na montagem do elenco para o Campeonato Catarinense. Com o vínculo junto ao Palmeiras sendo encerrado no final de 2012, o defensor de 24 anos deve deixar o País na próxima temporada – alguns clubes brasileiros manifestaram interesse, mas o futebol chinês deve ser seu destino.

Sem se pronunciar oficialmente, a diretoria do Joinville já trabalha nos bastidores para anunciar os irmãos até o dia 2 de janeiro, data de reapresentação do grupo. O presidente do clube, Nereu Martinelli, garantiu que concederá entrevista coletiva quando puder anunciar algum reforço, mas Rafael já revelou que deseja permanecer em Santa Catarina e que as negociações estão sendo intermediadas por Aldo Mineiro, pai da dupla.

Caso sejam contratados pelo JEC, Rafael e Cássio terão a missão de desvincular suas imagens do Avaí, que defenderam nos últimos anos. Ambos chegaram ao clube da Ressacada em 2007, sendo que Rafael chegou a ser capitão do clube no Campeonato Catarinense de 2010 e entrou em campo 152 partidas. Já Cássio realizou 114 partidas, mas ficou duas temporadas fora do clube para defender o Fluminense.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade