Futebol/Copa Sul-americana - ( )

Ney Franco festeja sucesso com time B e "tanque cheio" para final

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Quando a bola rolou no clássico entre São Paulo e Corinthians, o volante Denilson postou "Vamos, Tricolor" no Twitter. O volante não estava no Pacaembu. Ele e os outros dez titulares do time tricolor foram poupados para a final da Copa Sul-americana e só assistiram à vitória por 3 a 1.

Enquanto o time tricolor festeja o fato de ter preservado seus principais jogadores, o rival saiu do jogo abatido e receoso quanto ao peruano Guerrero, substituído no primeiro tempo com dores no joelho direito. Contraste que leva o técnico Ney Franco a comemorar a decisão.

"Corremos o risco de perder e sermos criticados, mas na quarta-feira (dia do primeiro jogo contra o Tigre, na Argentina) nossa equipe estará fisicamente inteira, com todos titulares à disposição. Todos estarão de tanque cheio. Foi uma decisão acertada, coroada com a vitória", disse o treinador.

Os jogadores com tanque cheio são os prováveis 11 titulares: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano. A não ser em um ou outro jogo, essa foi a base que chegou invicta até a decisão e é vista como grande favorita à conquista continental.

O favoritismo alardeado diante de uma equipe que é penúltima colocada no Campeonato Argentino não agrada Ney Franco. "Não acho que sejamos superiores. Tem equipes que não fazem bom campeonato nacional e vão bem em mata-mata. Se quisermos ser campeões, temos que jogar muito, encarar com a seriedade que encaramos até agora", cobrou.

Ainda que desconhecido no cenário sul-americano, o Tigre requer respeito mesmo. Ao menos no torneio continental, o time comandado por Néstor Gorosito passou por adversários de mais nome, como Argentinos Juniors, Deportivo Quito, Cerro Porteño e Millonarios. Além disso, assim como o São Paulo, está garantido na próxima edição da Libertadores.

O rival de quarta-feira, pelo que Ney Franco deu entender, já está todo mapeado pela comissão técnica são-paulina. O treinador fez uma série de observações sobre ele, como média de idade, média de altura e estilo de jogo. A preparação para o confronto começa na tarde desta segunda-feira, quando o elenco se reapresenta, no CT da Barra Funda.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade