Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tite vê revés no clássico como primeira vitória do Timão no Mundial

São Paulo (SP)

A entrevista coletiva do técnico Tite após a derrota corintiana por 3 a1 contra os reservas do São Paulo teve um momento emblemático para o futuro da equipe. Perguntado sobre os efeitos que o revés no clássico Majestoso poderiam trazer para o Mundial de Clubes, o treinador surpreendeu a imprensa: “Nós vencemos o primeiro jogo do Mundial, eu estou falando. Guarde a resposta que estou dando”, bradou.

Mais contido, o comandante do Corinthians resolveu explicar a afirmação e chegou a comemorar os erros cometidos no Pacaembu. Para ele, o importante é que as falhas não se repitam no Japão. Além disso, lembrou que o time escalado por Ney Franco pode ter mexido com o emocional dos alvinegros para o clássico.

“Saio com a grande lição de ter aprendido para poder vencer o primeiro jogo do Mundial. O time tem que saber que o adversário pode ser melhor. O jogo foi equilibrado, a gente com o volume e eles nos contra-ataques. A obrigação por um resultado positivo pode ter desconcentrado os jogadores”, analisou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Tite preferiu se apegar aos pontos positivos da derrota e garante que Timão irá estrerar com vitória no Mundial
Tita também comemorou o fato de ter podido testar diferentes formações no setor ofensivo, mas lamentou o desespero da equipe após a expulsão de Jorge Henirque. “O campo me deu oportunidades para testar jogadores de velocidade e ficar com um jogador a menos. Aprendemos que não dá para ser afoito com um a menos. Há uma competição de espaço dentro da equipe, principalmente entre os três atacantes. Temos que tirar lições disso”, destacou.

Perguntado se os titulares entraram em campo sem a mesma vontade das últimas partidas, Tite rechaçou a suposição e preferiu exaltar o desempenho de seus comandados na retal final do Campeonato Brasileiro. “Vontade nós tivemos. As duas equipes tiveram. Alguns momentos importantes pesaram para eles e foram decisivos. Foram seis jogos e só perdemos agora no último jogo e contra nosso rival maior”, concluiu.

O adversário da estreia do Timão no Mundial de Clubes ainda não está definido. No dia 6 de dezembro, próxima quinta-feira, o Sanfrecce Hiroshima, campeão japonês, encara o Auckland City, representante da Oceania. O vencedor deste confronto encara os egípicios do Al Ahly, cmapeão africano, e deste novo duelo, sairá o rival corintiano.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade