Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Zé Roberto encaminha renovação: “Alguns desconfiaram, o Grêmio não”

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

A renovação de contrato do meio-campista Zé Roberto, de 38 anos, parece cada vez mais próxima de acontecer no Grêmio. Após o anúncio da permanência do técnico Vanderlei Luxemburgo por mais duas temporadas, o foco da nova diretoria passou a ser ampliar o vínculo do experiente jogador até o final de 2013. Para isso, uma reunião já está marcada para a próxima quinta-feira, podendo selar os novos termos do acordo que seria o último de sua carreira.

“Estou programando de fazer um contrato de um ano, independentemente de onde eu esteja. Existem algumas possibilidades, mas a que mais caminha é minha permanência no Grêmio”, avisa Zé Roberto, que já tem até planos para depois da aposentadoria: “Quero jogar mais um ano, completando 20 anos de carreira e depois curtir a minha família, porque é hora de priorizar outras coisas”.

Nesta segunda-feira, o meio-campista titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2006 recebeu o prêmio Bola de Prata pela segunda vez na carreira em função da passagem pelo Grêmio iniciada em junho. O atleta já havia sido contemplado em 1996, quando vestia a camisa da Portuguesa, clube que não descarta para sua despedida dos gramados: “Se for no Santos, na Portuguesa ou no Grêmio não sei, mas minha carreira tem que ser encerrada de forma brilhante. A questão é que alguns desconfiaram do meu potencial aos 38 anos, o Grêmio não”.

Sempre polido em suas declarações, Zé Roberto tem apenas uma reclamação em relação à temporada 2012: o fato de não ter tido folga. Ao final das competições do Catar, em maio, o jogador recolheu seus pertences na Alemanha e embarcou direto para o Brasil, tendo se apresentado ao Grêmio no início de junho. Para aumentar o período de trabalho, o jogador ainda tem mais um compromisso em 2012, o amistoso contra o Hamburgo, que marca a inauguração da Arena Grêmio no próximo dia 08/12.

“O prêmio individual coroou uma temporada que fiz, agora é finalizar com o último jogo na inauguração da nova arena e depois ir para as férias, que estou precisando muito. Quando vim do Catar não tive férias. Não vejo a hora de estar com a minha família, pegar uma praia e desfrutar dessa fase que vivo. É um privilégio um jogador de 38 anos estar em alto nível e ser reconhecido em um ano brilhante”, decretou o homem de confiança do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade