Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Grêmio tenta contratar Barcos, mas Tirone não aceita nem negociar

Porto Alegre (RS)

A busca do Grêmio por reforços para 2013 tem como um dos setores mais buscados o ataque, e o nome de Barcos agrada o presidente Fábio Koff. O dirigente chegou a perguntar a Arnaldo Tirone sobre o argentino, mas logo desistiu da negociação: o presidente do Palmeiras não quis nem conversar sobre o assunto.

“Tivemos uma conversa informal. Sentei com o presidente do Palmeiras e perguntei do Barcos. Ele falou ‘esse eu não vendo’. Nem avançamos em valores, nada disso. Ele não abriu espaço para conversar”, relatou Koff à rádio Gaúcha, citando que o papo ocorreu após a confirmação do rebaixamento do Verdão.

A resposta de Tirone deixa claro um de seus principais objetivos até o fim de seu mandato, em 21 de janeiro. Embora queira se candidatar à reeleição, o mandatário sabe que sofre grande reprovação – uma prova foi o Pacaembu todo o xingando na despedida de Marcos, nessa terça-feira. Manter Barcos é uma meta que ele não pretende descumprir.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Fábio Koff queria o argentino, que chegou a mostrar indisposição em jogar a Série B, mas logo desistiu
O argentino chegou a publicar vídeo no qual dizia ter amor pelo clube, e por isso aceitaria ficar para jogar a Libertadores e a Série B do Brasileiro. Mas ninguém no Palmeiras considera certa sua sequência, embora ainda tenha contrato. O artilheiro, autor de 28 gols em 2012, teme perder espaço na seleção argentina e até Marcos trabalha para convencê-lo a permanecer.

Para o Grêmio, contudo, ele não vai. O clube gaúcho está próximo de anunciar a contratação de Willian José, que disputa a final da Copa Sul-americana pelo São Paulo nesta quarta-feira. E Barcos só deve trocar o Verdão por um clube do exterior.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade