Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Koff assume presidência do Grêmio em cerimônia com tom conciliador

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Fábio André Koff assumiu de forma oficial a presidência do Grêmio na noite desta terça-feira pela quarta vez. Em uma cerimônia de tom cordial e pacífico, Paulo Odone, mandatário do clube nos últimos dois anos, transmitiu o cargo ao homem que o derrotou nas eleições de outubro. Nem mesmo a troca de farpas entre ambos nos últimos dias por conta de questões relativas à Arena afetou o clima amistoso da cerimônia.

“Quero fazer um agradecimento a todos. Que o presidente Koff seja iluminado para nos liderar nos próximos dois anos”, resumiu-se a dizer Odone, que encerrou nesta terça seu quinto mandato à frente do clube. “Temos e tivemos divergências, presidente Odone, mas foram sempre conceituais, de ideias. Parabéns pela administração dos últimos dois anos. Tomara que possamos ser tão competentes quanto”, afirmou Koff.

Lucas Uebel/GFBPA
Depois de divergências com rival Odone, Koff quer gremistas unidos para ajudar o clube em seu mandato
Esquecendo as divergências políticas e bastante emocionado, Koff pediu a união em torno do Grêmio para os próximos dois anos. “A partir de agora, começo um trabalho de união pelo clube. Faremos do Grêmio o maior clube do mundo novamente”, prometeu o novo presidente tricolor, que estará presente, nesta sexta-feira, na sede da Conmebol, para acompanhar o sorteio dos grupos da Libertadores de 2013.

Fábio Koff, 81 anos, assume seu quarto mandato como presidente do Grêmio. O presidente foi no biênio 1982-1983. A seguir, teve dois períodos consecutivos, entre 1993 e 1996. Nestes seis anos em que comandou o Grêmio ganhou um Mundial, duas Libertadores, um Brasileiro, uma Copa do Brasil, uma Recopa e três estaduais, que o fazem o presidente mais vitorioso da história do clube.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade