Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Diretor de futebol do Inter critica desdém de Carlos Eduardo

Porto Alegre (RS)

As últimas declarações de Carlos Eduardo não foram bem recebidas no Internacional. Ao menos por parte do diretor de futebol do clube, Luís Cesar Souto de Moura. De férias em Porto Alegre, o meia revelado pelo Grêmio, atualmente no Rubin Kazan, da Rússia, afirmou que, apesar da vontade de voltar a morar na capital gaúcha, não poderia ficar a vida toda esperando pelo Tricolor.

“A minha opinião sobre o jogador Carlos Eduardo segue a mesma. É bom jogador. Mas ele não pode usar o Inter dessa forma. Em todas as manifestações, ele disse que o Inter o procurou, mas ele nunca disse que deseja jogar no Inter. Pelo contrário. Sempre reforça que a primeira opção era o Grêmio. Não somos prêmio de consolação. Para jogar conosco, tem que querer e muito jogar no Inter”, disse o dirigente em entrevista à Rádio Gaúcha.

A contratação do jogador, que era considerada um bom negócio por Giovanni Luigi, presidente do Colorado, e Dunga, novo técnico do time, foi praticamente descartada pelo diretor de futebol.

“Ele criou uma situação praticamente irreversível. Para mudar, ele teria de mudar também a postura, mas teria que ser uma coisa de coração. As declarações dele foram desastrosas. Não posso deixar o Inter ser humilhado assim”, completou Moura.

Divulgação/Site Oficial
Principal nome para reforçar elenco colorado em 2013, Carlos Eduardo fica mais longe do Beira-Rio
Além do Inter, o Fluminense manifestou interesse na contratação de Carlos Eduardo, que surgiu no Grêmio em 2007 e foi um dos protagonistas da conquista do vice-campeonato da Libertadores, no mesmo ano. O jogador tem vontade de voltar ao Brasil para voltar a ser lembrado nas convocações da Seleção Brasileira, agora comandada por Luiz Felipe Scolari.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade