Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Dunga e presidente do Inter aprovam vinda do ‘rival’ Carlos Eduardo

Porto Alegre (RS)

A passagem marcante de Carlos Eduardo pelo Grêmio não influenciou o pensamento do técnico Dunga e do presidente do Internacional, Giovanni Luigi, sobre a sua contratação. Mesmo com o seu passado no estádio Olímpico, o jogador do Rubin Kazan teve suas qualidades elogiadas pelos colorados e uma possível transferência foi vista com bons olhos pela dupla gaúcha.

Carlos Eduardo manifestou o desejo de deixar o clube russo para mostrar o seu futebol ao técnico Luiz Felipe Scolari. Além de sonhar com a Seleção Brasileira, o meia também pensa em voltar a morar na cidade de Porto Alegre. Cansado de sofrer com as seguidas lesões na Rússia, o armador espera que os europeus possam avaliar a sua situação e acertar sua liberação já na próxima janela de transferências europeia, em janeiro.

“É um jogador de personalidade. Agradaria a qualquer time do Brasil poder contar com um jogador dessa qualidade. Mas sabemos das inúmeras dificuldades. Por enquanto, não tem nada confirmado”, declarou Dunga, recém-contratado pelo Internacional, em entrevista concedida à Rádio Gaúcha.

Divulgação/Site Oficial
Dono de passagem marcante pelo Grêmio, o meia Carlos Eduardo interessa o rival Internacional e o Fluminense
Giovanni Luigi, por sua vez, comentou sobre os aspectos burocráticos de uma possível negociação com o jogador. Os seus vencimentos são altos e exigiriam um planejamento diferente do Colorado em 2013. “É um jogador que recebe um alto nível financeiro, mas tenho informações de que quer permanecer aqui. Ele tem muitas virtudes e todo jogador bom interessa. Se o negócio avançar será ótimo, mas é difícil."

Além do Internacional e do próprio Grêmio, o Fluminense também tem interesse na vinda de Carlos Eduardo. A tendência é que o Rubin Kazan prolongue o seu contrato por mais uma temporada e viabilize um empréstimo até o fim de 2013 para clubes brasileiros. Mesmo com o desejo de times da elite nacional, o desejo do atleta de morar em Porto Alegre poderá ser decisivo nas negociações.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade