Futebol de Areia/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Júnior Negão é o novo treinador da Seleção de futebol de areia

Rio de Janeiro (RJ)

Ex-capitão da Seleção Brasileira de futebol de areia, Júnior Negão foi o escolhido para substituir Guga Zloccowick no comanda da equipe nacional. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, mas a apresentação oficial do novo treinador será realizada apenas no dia 4 de janeiro, no Centro de Treinamento da Federação de Beach Soccer do Estado do Rio de Janeiro, na praia do Leme.

“Temos que mostrar, novamente, o melhor futebol de areia do mundo. Temos os melhores jogadores e precisamos treinar, trabalhar forte, recuperar a alegria, voltar a atacar como Brasil. Isso sempre foi o diferencial da seleção brasileira, por isso sempre fomos vencedores. Treinando forte, vamos evoluir, a confiança vai voltar, o time vai lutar e conquistar títulos importantes, afirma o novo treinador.

Em 2013, Negão terá pela frente a disputa das Eliminatórias da Conmebol, competição que leva o campeão para a Copa Intercontinental Dubai e garante três vagas para a Copa do Mundo Fifa, disputada no mesmo ano, disputada no Taiti.

Divulgação
Ex-capitão, Júnior Negão foi tricampeão da Copa do Mundo e levantou o troféu do extinto Campeonato Mundial outras nove
“Esse ano é um ano importante, é ano de Eliminatórias e de Copa do Mundo. O Brasil vai lutar para estar no Taiti, buscando o pentacampeonato e recuperar a hegemonia no esporte. Não podemos abrir mão da experiência, montar uma base que tenha qualidade e também juventude, mesclar isso da melhor maneira. Estou tranquilo, sou muito tranquilo e confiante, teremos duas semanas para trabalhar visando esses dois torneios em janeiro e vamos aproveitar esse tempo da melhor maneira para fazer uma boa preparação”, garante.

Segundo maior artilheiro da história da Seleção Brasileira de futebol de areia com 318 gols, 18 a menos que o recordista Neném, Júnior Negão anunciou a aposentadoria a exatos quatro anos, no dia 28 de dezembro de 2008, após 15 temporadas vestindo a camisa amarelinha, grande parte delas como capitão.

“Quatro anos, o tempo passou rápido. O primeiro treino será no dia 4. Meu número da sorte é quatro, acho que estou voltando na hora certa e espero que essa sorte me acompanhe. A praia é a minha casa”, conclui Negão, autor do primeiro gol da história da Seleção Brasileira de futebol de areia, bem como do primeiro gol da equipe em Copas do Mundo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade