Handebol/Mundial de 2013 - ( - Atualizado )

Seleção aprova desempenho e quer ritmo de jogo antes do Mundial

André Sender São Bernardo do Campo (SP)

A Seleção Brasileira masculina de handebol encerrou mais uma etapa de preparação para o Campeonato Mundial de 2013, nesta sexta-feira. Com a segunda vitória em dois amistosos contra a Coreia do Sul, em São Bernardo do Campo, a equipe nacional aprovou seu desempenho em quadra e agora quer mais ritmo de jogo antes da competição na Espanha.

Com um grupo renovado, a Seleção derrotou a Coreia do Sul, eliminada na primeira fase das Olimpíadas de Londres-2012, por 27 a 25, na última quarta-feira, e 34 a 33, nesta sexta-feira. Antes do Mundial da Espanha, com início marcado para 11 de janeiro, o time comandado por Jordi Ribera disputa um torneio quadrangular com a Espanha, Chile e Japão já na Europa.

"Foram dois jogos muito proveitosos, a gente está treinando muito, mas faltava jogar, ainda estamos sem ritmo. Mas o importante é que foram duas vitórias em casa, diante da nossa torcida", avaliou o capitão Zeba, jogador mais experiente da Seleção. "O grupo é novo, a gente precisa treinar muito para se conhecer e jogar muito também. A Coreia do Sul é um time muito forte, muito rápido e por isso exigiu bastante do nosso entrosamento", complementou o ponta Gil Vicente.

A lista dos jogadores convocados para o Campeonato Mundial deve ser definida por Jordi Ribera neste sábado. Os escolhidos voltam a se reunir para fase de treinamentos entre 26 e 29 de dezembro e dia 2 de janeiro, após curta folga para o Réveillon, embarcam para a Espanha onde realizam a última fase de preparação para o Mundial.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Técnico espanhol Jordi Ribera quer testar a Seleção contra equipes de maior força física antes do Mundial

No torneio quadrangular, a Seleção poderá realizar testes contra equipes com estilo de jogo parecido com as que enfrentará na primeira fase do Campeonato Mundial. No Grupo A, sediado em Granollers, o Brasil tem pela frente Alemanha, França, Tunísia, Montenegro e Argentina, times mais fortes fisicamente do que a Coreia do Sul e que não jogam com tanta velocidade.

“Nós fizemos dois jogos difíceis e sabemos que podemos jogar contra times rápidos. Agora precisamos saber se podemos jogar também contra equipes mais altas e mais fortes. São times mais fechados e vamos ver isso lá na Espanha”, afirmou o técnico da Seleção, que estará em seu país natal durante a competição.

O Brasil estreia no Mundial de 2013 no dia 12 de janeiro contra a Alemanha. Na sequência, enfrenta a Argentina, seu algoz na final dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara-2011, a França, campeã das Olimpíadas de Londres-2012, a Tunísia e encerra sua participação na primeira fase contra Montenegro. Os quatro primeiros colocados de cada chave avançam às quartas de final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade