Motor/Fórmula 1 - ( - Atualizado )

Kubica reconhece impossibilidade na F-1, mas pode continuar no rali

Milão (Itália)

O polonês Robert Kubica já apresentou grande evolução depois do acidente sofrido no início do ano, mas ainda não é capaz de retornar à Fórmula 1. O piloto deve decidir seu futuro em breve, até o fim de 2012, e pode continuar se dedicando as disputas de rali.

“Eu esperava que logo fosse estar de volta a um volante de Fórmula 1. Mas não deu certo. Ainda é difícil mover o meu braço direito”, lamentou em entrevista à publicação Autoweek.

Foi justamente em uma corrida de rali que Kubica sofreu um grave acidente e teve algumas sequelas, sobretudo no lado direito do corpo. A recuperação de parte do movimento dos braços o colocou de volta as trilhas de rali, mas ainda não permitem ao polonês encarar as dificuldades oferecidas na Fórmula 1.

“Fiz muitas cirurgias que eram para melhorar esse problema, mas não houve uma melhora espetacular. Se puder mover o meu braço novamente, existe uma chance de eu retornar. Porém, até que isso aconteça, temos de ver. Não tem chance de eu voltar logo”, explicou.

Kubica, no entanto, quer se dedicar a alguma outra categoria do automobilismo. “Estamos conversando com algumas pessoas no momento e tudo será decidido até o fim do ano”, afirmou o piloto, que pensa em um trabalho em longo prazo.

“Se eu escolher o rali, precisa ser um programa de longo prazo que me permita aprender. Não posso fazer o que fiz na Fórmula 1 antes do acidente, então devo escolher uma nova direção e dar o próximo passo da milha carreira. Vamos ver qual será”, finalizou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade