Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Federação Pernambucana divulga regulamento confuso para o estadual

Recife (PE)

Com o calendário apertado por conta da Copa do Nordeste e da Copa das Confederações e algumas necessidades a serem cumpridas, como a de encaixar 23 datas na competição, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) divulgou nesta sexta-feira o regulamento oficial do campeonato estadual de 2013. E o resultado foi uma confusão.

Para começar, nove times disputarão o primeiro turno da competição, já que Salgueiro, Santa Cruz e Sport participarão da Copa do Nordeste. O campeão desta fase ganhará uma vaga na Copa do Brasil de 2014. Contudo, se esse campeão terminar o segundo turno (que já terá as doze equipes e é o que realmente vale) entre os três melhores, o quarto colocado desta fase herda a vaga na competição nacional.

A maior polêmica, no entanto, fica por conta da fase final. Com os quatro melhores do segundo turno classificados, serão realizadas duas semifinais. Os critérios de desempate são: saldo de gols, gols fora de casa, cartões vermelhos, cartões amarelos e sorteio. Não existem pênaltis.

Prosseguindo com a série de estranhezas, os critérios de desempate da final diferem dos da semifinal, deixando o torcedor ainda mais confuso. O saldo de gols não vale. Se um time vence o primeiro jogo por 1 a 0 e depois sofre uma goleada, a decisão vai para um jogo extra, em campo neutro. Persistindo o empate nesta partida, os pênaltis definirão o campeão.

O presidente da FPF, Evandro Carvalho tira a culpa da entidade máxima do futebol pernambucano e argumenta que os clubes tem maior participação no regulamento que a própria Federação.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade