Olimpíadas/Retrospectiva - ( )

Antes de sediar Jogos, Brasil cumpriu meta modesta do COB em Londres

São Paulo (SP)

Sede da próxima edição dos Jogos Olímpicos, o Brasil cumpriu a modesta meta traçada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em Londres-2012. Ainda que a evolução em relação a Pequim-2008 tenha sido discreta, a entidade presidida por Carlos Arthur Nuzman se disse satisfeita.

Na China, o Brasil registrou 15 pódios – três ouros, quatro pratas e oito bronzes. A rigor, a diferença na Inglaterra foi uma prata e um bronze a mais, o que proporcionou o recorde de medalhas do País. Sediar a próxima edição dos Jogos pressupõe o papel de protagonista, mas o COB havia traçado a meta de simplesmente manter os pódios de Pequim.

Além de repetir as 15 medalhas conquistadas na China, a entidade estabeleceu o objetivo de superar as 41 finais disputadas há quatro anos, algo que não conseguiu cumprir, já que os atletas nacionais participaram de 35 decisões. Na natação e no atletismo, o desempenho ficou abaixo do esperado.

Gazeta Press
Com o título em Londres, Zé Roberto Guimarães é o único tricampeão olímpico do Brasil. Crédito: Gaspar Nóbrega
A preparação da delegação brasileira custou R$ 11,610,557,06 (R$ 3.254.159,07 empregados no aluguel de um CT exclusivo). No quadriênio 2009-2012, com os devidos descontos, o COB diz ter recebido R$ 331,3 milhões pela Lei Agnelo/Piva para destinar ao esporte de alto rendimento. O investimento público total durante o ciclo, no entanto, gira em torno de R$ 2 bilhões.

O Brasil terminou a competição em Londres no 22º lugar do quadro de medalhas e foi o 14º levando em conta apenas o número de condecorações, critério adotado pelo COB como principal. Maior destaque, o vôlei (de praia e de quadra) registrou um total de quatro pódios na Inglaterra.

EUA LIDERAM E PHELPS SE DESPEDE

Superados pela China em Pequim-2008, os Estados Unidos reassumiram a liderança do quadro de medalhas em Londres com 46 ouros, 29 pratas e 29 bronzes, já que os orientais acumularam 38 títulos, 27 vices e 22 terceiros lugares.

O sucesso norte-americano foi alavancado por 16 ouros na natação, quatro conquistados com as braçadas de Michael Phelps. Com o status de maior medalhista olímpico da história – 18 ouros, duas pratas e dois bronzes -, ele se aposentou em Londres, aos 27 anos.

Já Usain Bolt apenas ampliou sua série de feitos na Inglaterra. Assim como em Pequim-2008, o velocista conquistou o ouro nos 100m, nos 200m e no revezamento 4x100m ao lado da equipe jamaicana.

Adhemar Ferreira da Silva, Maurício, Giovane, Torben Grael, Marcelo Ferreira e Robert Scheidt ganharam a companhia de novas bicampeãs olímpicas: Fabi, Fabiana, Sheilla, Paula Pequeno, Thaísa e Jaqueline. Já o técnico José Roberto Guimarães é o primeiro tri da história do Brasil.

O judô, por sua vez, registrou quatro pódios, incluindo o primeiro ouro feminino, conquistado por Sarah Menezes. Na ginástica, Arthur Zanetti foi o pioneiro nas argolas. O boxe, embalado pelos irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão, terminou com três medalhas.

O atletismo, sem pódios pela primeira vez desde Barcelona-1992, apesar de contar com Maurren Maggi e Fabiana Murer, e a natação, que ficou abaixo do esperado ao medalhar com Thiago Pereira (prata) e César Cielo (bronze), foram as principais decepções do Brasil.

O hipismo, há duas edições sem pódios, e o taekwondo, também de mãos abanando, ficaram entre os pontos de preocupação. Assim como o basquete e o futebol feminino, que caíram antes da semifinal, além da vela, tradicional fornecedor de medalhas que teve apenas um bronze, e a ginástica feminina.

 
Sarah Menezes
(Judô)
Arthur Zanetti
(Ginástica)
Fabiana
(Vôlei feminino)
 
Tiago Pereira
(Natação)
Alison e Emanuel
(Vôlei de Praia)
Giba
(Vôlei masculino)
 
 
Mano Menezes
(Futebol masculino)
Esquiva Falcão
(Boxe)
 
 
Felipe Kitadai
(Judô)
Mayra Aguiar
(Judô)
Rafael Silva
(Judô)
 
César Cielo
(Natação)
B. Prada e R. Scheidt
(Vela)
Juliana e Larissa
(Vôlei de Praia)
 
Adriana Araújo
(Boxe)
Yamaguchi Falcão
(Boxe)
Yane Marques
(Pentatlo Moderno)
 

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade