Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Sonho santista, Robinho diz: “Milan não tem intenção de me vender”

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Com o Santos na busca por reforços de peso para a próxima temporada, o nome do atacante Robinho é o sonho de consumo do clube praiano, principalmente pelo fato de o Rei das Pedaladas ser um ídolo da torcida do Peixe. Mas um possível retorno ao futebol brasileiro, mais especificamente para a Vila Belmiro, esbarra no Milan (Itália). Segundo o jogador, a vontade rossonera na sua permanência é o principal obstáculo para uma negociação.

“O Milan não tem intenção de me vender e não entrarei em litígio com um clube que abriu as portas e me deu uma oportunidade”, disse Robinho, em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport.

O atacante ainda admitiu que outros times brasileiros procuraram o Milan, interessados na sua contratação – Atlético-MG, Grêmio e Flamengo seriam eles. Robinho destacou a forte identificação que tem com a equipe santista, na qual foi revelado em 2002, permanecendo no Alvinegro Praiano até 2005, e retornando para uma segunda passagem pelo clube, no primeiro semestre de 2010, mas não rechaçou a possibilidade de vestir outra camisa caso volte ao Brasil.

“Tenho uma história com o Santos e comigo seria fácil chegar a um acordo, mas existem outros clubes brasileiros que estão conversando com o Milan e comigo. O meu amor pelo Santos é eterno, mas sou um profissional e verei o que é melhor para mim”, comentou.

Ricardo Saibun/Santos FC
Robinho lamenta, mas deverá cumprir os últimos dois anos de contrato com o Milan
A imprensa italiana noticiou que o Santos teria oferecido 6 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões) para repatriar o Rei das Pedaladas, proposta que acabou rejeitada. O valor seria inferior ao pretendido pelo Milan: 10 milhões de euros (R$ 27 milhões).

Nos bastidores do clube santista, a contratação de Robinho ainda não é descartada pelos dirigentes. Com a pressão da torcida, inclusive da principal organizada do Peixe, pela chegada de nomes de peso visando o ano que vem, trazer o atacante para a Baixada Santista ajudaria a amenizar as cobranças internas.

No entanto, os altos valores pretendidos pelos italianos e o salário pretendido pelo Rei das Pedaladas são os maiores entraves para a transferência. Os alvinegros teriam que recorrer à ajuda de investidores, como aconteceu na última passagem de Robinho pelo clube, quando foi contratado por empréstimo junto ao Manchester City (Inglaterra), para fechar a operação.

Titular nas últimas partidas do time milanista, o atacante está reconquistando a confiança do técnico rossonero, Massimiliano Allegri. Fora isso, após um começo de temporada irregular, o Milan vem se recuperando no Campeonato Italiano e já ocupa a sétima posição, com 24 pontos ganhos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade