Futebol/Mercado - ( )

Cícero nega vontade de sair e deixa futuro na mão de empresário

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Um dos nomes cotados a deixar o São Paulo ao fim da temporada, Cícero diz que não quer sair do clube neste momento. Ao mesmo tempo, o meia, titular na vitória por 3 a 1 sobre o Corinthians, não escondeu insatisfação por ter parado na reserva e deixou seu destino a cargo do empresário.

"Fico meio assim pelo modo como saí do time. Eu estava bem, fazendo gol, mas o resultado final acabava influenciando a procurar outro. Não estou falando que eu tenha que jogar, porque a equipe vem bem, mas é lógico que eu gostaria de ser mais aproveitado", disse.

O camisa 16 tricolor tem contrato até julho de 2013. Agenciado por Eduardo Uram, o jogador é alvo de interesse de outras equipes da primeira divisão nacional, como Cruzeiro e Vasco.

"Não tenho vontade nenhuma de sair do São Paulo, mas tenho que olhar meu futuro também. Se pinta alguma coisa, cada um tem sua família, sua maneira de pensar. Mas isso tudo depende do meu empresário, que está resolvendo isso", completou.

Por ora, a concentração do meio-campista de 28 anos segue mesmo no São Paulo. O clube disputa a partir de quarta-feira a final da Copa Sul-americana, contra o Tigre-ARG, e pode coroar um ano de altos e baixos com um título continental.

Segundo o diretor de futebol do clube, Adalberto Baptista, qualquer chegada ou saída de atletas só será confirmada após a segunda partida da decisão, marcada para 12 de dezembro, no Morumbi. Assim, com vínculo ainda válido, Cícero segue como jogador do São Paulo.

"Estou tranquilo. O que me conforta é saber da minha qualidade. Estou focado em ser campeão. Tenho projeto de voltar com tudo em 2013, porque tenho meus projetos de vida também", concluiu o meia, verdadeiramente despreocupado com relação a seu futuro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade