Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Donatti se desculpa com Luis Fabiano, mas explica: “Sou argentino”

Gabriel Carneiro, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Apenas uma temporada jogando com a camisa do modesto Tigre foi suficiente para que Alejandro Donatti, zagueiro de 26 anos, se tornasse capitão e referência de sua equipe. Na primeira decisão continental da história do clube, a da Copa Sul-americana, o jogador acabou sendo expulso logo aos 13 minutos do primeiro tempo, quando desferiu um soco no braço do são-paulino Luis Fabiano, que tentou revidar com um chute. Expulsos, os dois não participam do confronto desta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), para definir o mais novo campeão continental.

Mesmo sem poder entrar em campo diante do time brasileiro, no estádio do Morumbi, Donatti veio ao País acompanhar os companheiros na briga pelo inédito título continental. Sincero, o camisa 2 lamentou não poder jogar, mas aproveitou para se declarar amante do futebol brasileiro e defensor da virilidade: ‘somos argentinos’, explica o homem de confiança do técnico Néstor Gorosito.

“Nós não fazemos as coisas pensando que os brasileiros vão ou não cair na provocação, que você chama de ‘catimba’ (o argentino não sabia o significado da expressão). Para o argentino isso é normal, em todas as partidas fazemos assim. Chegamos forte, fazemos cera, isso é normal em todas as partidas do futebol argentino. Mas agora é uma final e precisamos usar nossos recursos, sabendo sempre que toda bola pode ser a última. Vai ser uma grande partida”, torce Donatti, após garantir que não foi orientado a provocar a expulsão de Luis Fabiano na ocasião.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Alejando Donatti, mesmo fora do 2º jogo, posou segurando a taça que poderia levantar nesta quarta-feira
Ansioso para ver o Tigre decidir sua primeira competição continental de relevância na história, o zagueiro argentino não esconde o arrependimento pela expulsão no duelo realizado semana passada, em La Bombonera. Para ele, o espetáculo seria mais completo se contasse com Luis Fabiano e ele próprio, responsável pela marcação do atacante brasileiro. Orgulhoso por participar da campanha do Tigre na Sul-americana, mas chateado por ficar fora da final, o zagueiro alega inocência.

“Não sei se a expulsão foi injusta. O fato é que me expulsaram e vou ficar fora da final. Fiquei muito mal com isso, o Luis Fabiano também ficou, porque estamos fora da final. Me arrependo muito, porque não sou assim. Tenho poucas expulsões na minha carreira, é só a segunda. Não sou um jogador violento, mas peço desculpas aos meus companheiros e desculpas ao Luis Fabiano, porque a verdade é que nenhum de nós dois teve culpa”, lamenta o zagueiro do Tigre, que fez promessa de ‘Morumbizazo’ nesta quarta-feira.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Jadson e Donatti representaram os finalistas
Mais um louco para o bando – Na manhã do dia em que São Paulo e Tigre decidem a Copa Sul-americana, o Corinthians inicia a busca pelo título do Mundial de Clubes da Fifa contra o Al Ahly, do Egito. No Brasil, Donatti garantiu que pretende assistir à partida e fez questão de dizer que, em função da rivalidade com o Tricolor, torcerá pelo Timão.

“Gosto muito do futebol brasileiro, como conduzem a bola, como são insinuantes, como levam a partida de um jeito leve. Acho que o melhor time brasileiro hoje é o Corinthians. Estamos no Brasil, somos rivais do São Paulo, temos que torcer pelo Corinthians”, prometeu o argentino, aos risos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade