Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Juvenal ri de atitude do Bolívar e propõe jogo afastado da altitude

São Paulo (SP)

A declaração de dirigentes do Bolívar sobre a falta de segurança do Morumbi não contrariou o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio. Pelo contrário. O mandatário deu risada do pedido para não se não jogar no estádio durante a Copa Libertadores e fez uma singela sugestão ao seu oponente: trocar o confronto na casa tricolor por um jogo afastado da altitude da capital La Paz.

“Proponho então uma troca com eles: se eles mandarem o segundo jogo em uma cidade que não tenha altitude, a gente coloca a primeira partida num estádio à escolha deles aqui”, disse, aos risos, o presidente são-paulino, em entrevista concedida à Rádio Bandeirantes.

O incômodo do Bolívar teve início logo após o sorteio dos grupos da Copa Libertadores 2013. O time enfrentará o Tricolor na pré-Libertadores e brigará por uma vaga na chave 3 da competição, que já conta com o Atlético-MG, The Strongest e Arsenal de Sarandí. Mesmo com toda a fama adquirida pelo Morumbi no continente sul-americano, as confusões com o Tigre, da Argentina, trouxeram apreensão para os bolivianos.

Luiz Pires/VIPCOMM
Juvenal Juvêncio não se importou com as críticas do Bolívar e cobrou uma partida longe da altitude de La Paz
Na final da Copa Sul-americana, o time visitante se envolveu em uma briga nos corredores dos vestiários com os seguranças brasileiros e se negaram a entrar em campo para a disputa do segundo tempo. Após estipular um limite máximo de tempo para a equipe retornar ao gramado, o árbitro da partida apontou o centro do gramado e declarou o São Paulo campeão por W.O.

Irônico com relação ao pedido para se trocar o local do confronto, Juvenal Juvêncio voltou a provocar os bolivianos e disse que o desconforto da equipe foi gerado por conta do medo que a pressão da torcida torcida gerou na diretoria do Bolívar. “Todos sabem que o Morumbi é seguro. Acho que eles já estão adivinhando que o jogo aqui não será fácil para eles”, finalizou o mandatário.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade