Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Ney Franco exalta futebol são-paulino em "pipocada" argentina

São Paulo (SP)

O São Paulo conquistou o título da Copa Sul-americana nesta quarta-feira sem atuar no segundo tempo, já que a partida foi encerrada no intervalo com o placar de 2 a 0. Após o jogo, o técnico Ney Franco definiu a atitude do Tigre, que não retornou ao gramado para a etapa final: pipocada.

“Hoje a pipocada argentina foi muito grande e acabou sendo boa para o futebol brasileiro”, declarou o treinador sobre a decisão dos jogadores do Tigre de não subir ao gramado por conta de uma confusão no vestiário na vitória são-paulina por 2 a 0.

O comandante tricolor também falou sobre a partida em si, criticando a violência dos argentinos e a atitude do árbitro Enrique Osses, que, na visão dos são-paulinos, não soube controlar a partida.

“Infelizmente os brasileiros tem fama de cai-cai com esses árbitros, mas todos viram que tentamos jogar bola nesses dois confrontos e apanhamos muito, logo no primeiro lance um jogador do Tigre pisou nas costas do Lucas”, afirmou o técnico.

O meia Jadson também falou sobre a atitude do Tigre. O jogador, que disse ter ouvido a confusão do vestiário, afirmou que os adversários buscaram problemas durante a maior parte do tempo.

“Os jogadores do Tigre ficaram sempre querendo arranjar confusão, tentaram fazer isso com os seguranças e levaram a pior. Por isso eles acabaram justificando para não voltar ao campo. É ruim algo assim depois do espetáculo no primeiro tempo”, comentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade