Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Sem confirmar nomes, vice tricolor fala em até cinco contratações

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, que andava meio ausente dos treinos da equipe, apareceu no CT da Barra Funda na tarde desta segunda-feira. Evasivo, como de costume, ele não quis confirmar especulações a respeito da próxima temporada, mas confirmou a procura por contratações.

"Estamos trabalhando com um número pequeno, de dois a cinco jogadores", disse o dirigente, que, assim como o diretor de futebol, Adalberto Baptista, silencia-se quando ouve nomes de possíveis reforços tricolores. "A postura da nossa gestão sempre foi de não falar em nomes antes do fim da temporada", justificou.

O fim da temporada é 12 de dezembro, data da segunda final da Copa Sul-americana, contra o Tigre-ARG, no Morumbi. A diretoria promete, já no dia seguinte à decisão, anunciar os jogadores que passarão a defender o clube a partir do ano que vem.

Um nome certo é Aloísio. O próprio atacante de 24 anos, destaque do Figueirense no Campeonato Brasileiro, confirmou ter assinado pré-contrato. Quem também estaria apalavrado é o goleiro Renan Ribeiro, que tem 22 anos é está atualmente na reserva do Atlético-MG – a próxima temporada deverá ser a última de Rogério Ceni.

Lucca, do Criciúma, é outro que tem o São Paulo como possível destino em 2013. A carreira do jogador de 22 anos, em recuperação de cirurgia no joelho direito, passou a ser agenciada pelo DIS, grupo de investimentos que levou Paulo Henrique Ganso do Santos para o Morumbi. Seu futuro, no entanto, ainda não foi definido.

Na contramão das contratações, o técnico Ney Franco não poderá mais contar, depois da Sul-americana, com Lucas. Desde o meio do ano, o meia-atacante está negociado por 43 milhões de euros com o Paris Saint-Germain, ao qual se apresentará em janeiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade