Futebol/Mercado - ( )

Tricolor garimpa substituto e Lucas acha que time ‘vai se virar bem’

Gabriel Carneiro e Tossiro Neto São Paulo (SP)

O primeiro candidato já tem a data de sua chegada marcada para o dia 3 de janeiro, quando o elenco do São Paulo se reapresenta para o início da temporada 2013. Trata-se de Negueba, que foi emprestado pelo Flamengo. Para aumentar a concorrência do setor e manter o esquema preferido de Ney Franco, com três atacantes, o clube enfim admitiu que busca um jogador com as mesmas características de Lucas, agora reforço do Paris Saint-Germain.

“Temos que achar um jogador de velocidade, mas alguém como o Lucas é difícil, tem que garimpar muito”, revelou o treinador do São Paulo após a conquista do título da Copa Sul-americana de 2012 com uma vitória por 2 a 0, em apenas um tempo, contra o Tigre, da Argentina. Adepto do esquema 4-3-3, com Lucas, Osvaldo e Luis Fabiano à frente, Ney Franco precisará de um bom reforço ou novas alternativas em 2013.

A princípio, o técnico descarta apostar em outro esquema tática, como poderia acontecer com a simples troca de Lucas por Paulo Henrique Ganso, último reforço que estreou pelo Tricolor em 2012. Antes de pensar em novas alternativas, Ney Franco se preocupa em montar o time para 2013 nos mesmos moldes daquele que obteve o quarto lugar do Brasileirão e o título da Sul-americana em apenas 40 partidas sob seu comando.

“Se não achar, temos que procurar alguém que faça a função, senão ajeitamos outra formação. Já temos outros reforços chegando, e o Ganso é um deles, além do Negueba e do Aloisio, que é mais uma opção de ataque para jogar centralizado. Se precisar mudar, mudamos. Me parece que semana que vem a diretoria vai passar outras novidades em termos de contratação. Que a gente possa manter a forma de jogar que me agrada. Vamos iniciar o trabalho e torcer para ter eficiência nas contratações”, sintetiza o treinador são-paulino, próximo de ganhar os reforços de Lucca, revelação do Criciúma, e Renan Ribeiro, goleiro do Atlético-MG.

Na contramão de Ganso, Negueba e Aloísio está Lucas, que deixa o São Paulo, assim como Willian José, que vai para o Grêmio. Em direção ao milionário PSG e considerado como ‘40% do time’ pelo capitão Rogério Ceni, o ex-camisa 7 do Tricolor torce pelos companheiros: “O São Paulo vai se virar muito bem, porque 40% do time vai estar no gol, porque renovou contrato. O Rogério é um mito, o maior ídolo do São Paulo, e sinônimo de títulos”.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Lucas se despediu do São Paulo dizendo que a renovação do goleiro Rogério Ceni é a chave do sucesso para 2013

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade