Futebol/Copa Libertadores - ( - Atualizado )

Tricolor torce para não encarar LDU ou rival que dificulte logística

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo conhecerá nesta sexta-feira, em sorteio da Conmebol, seu adversário na Copa Libertadores de 2013. Com seis possibilidades – os 12 classificados para a fase preliminar foram divididos em dois potes –, o clube espera primeiramente não ter pela frente a LDU, equipe equatoriana que venceu o torneio em 2008.

"É um adversário tecnicamente muito difícil", justificou o diretor de futebol, Adalberto Baptista, que será o representante do clube em Assunção, na sede da entidade.

As demais possibilidades são Bolívar (Bolívia), César Vallejo (Peru), Defensor (Uruguai), Deportivo Anzoátegui (Venezuela) e León (México). Como se tratam de clubes de menor expressão, a esperança é de ter pela frente um rival que não exija viagem muito desgastante.

"A logística de viagem para alguns é mais complicada. Esperamos ter sorte, porque essa pré-Libertadores ocorre num momento do ano de extrema dificuldade", comentou Adalberto Baptista, lembrando que a estreia será em 23 de janeiro, só 20 dias depois do retorno das férias.

Nesta temporada, o time encarou quase 20 horas de viagem, incluindo ônibus e escalas de avião, para jogar contra a LDU (de Loja, não a de Quito, que disputará a Libertadores), pelas oitavas de final da Sul-americana. Uma maratona que chegou a ser apelidada pelo goleiro Rogério Ceni como "volta ao mundo".

Por fazer parte do pote 1 do sorteio, escapando assim de adversários como Grêmio e Tigre (argentino com o qual disputou a final da Sul-americana), o São Paulo terá a vantagem de fazer como mandante a segunda partida do confronto mata-mata.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade