Futebol/Copa das Confederações - ( )

Felipão promete pensar em como reaproximar a Seleção dos torcedores

Helder Júnior São Paulo (SP)

Luiz Felipe Scolari não pretende reforçar a Seleção Brasileira apenas com um e outro jogadores esquecidos pelo antecessor Mano Menezes. O novo técnico quer contar também com os torcedores ao seu lado.

“Vamos estudar formas para que haja uma aproximação maior da Seleção com a torcida. Queremos criar um bom ambiente, com confraternização entre jogadores e população”, comentou Felipão, preocupando-se em atingir também os desinteressados. “Desejamos que aquelas pessoas que não se importam tanto com o futebol estejam mais presentes, retribuindo o carinho que será dado por nós”, disse.

Até junho de 2013, no entanto, o treinador contará apenas com amistosos na tentativa de atrair a torcida para apoiá-lo. Sua intenção é enfrentar majoritariamente adversários considerados fortes. O primeiro torneio oficial será a Copa das Confederações do próximo ano.

“Ouvi as pessoas dizendo que o Brasil foi campeão das duas últimas Copas das Confederações e, por isso não venceu a Copa do Mundo, que um título mascarou um pouco as coisas. Não acho que seja assim. Mas uma derrota também não fará com que a Seleção chegue ao Mundial totalmente desacreditada”, analisou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Felipão pretende testar a Seleção contra adversários mais fortes, como na Copa das Confederações
No sorteio realizado no sábado, em São Paulo, ficou definido que o Brasil (cabeça de chave do grupo A) enfrentará Japão, México e Itália na primeira fase da Copa das Confederações. Felipão gostou.

“É ótimo e importante que Itália, Japão e México estejam no nosso grupo. São oponentes que, sinceramente, permitem ao técnico fazer uma observação maior dos seus jogadores. O foco do atleta brasileiro aumenta nas dificuldades”, argumentou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade